A Doutrina Apostólica

03/12/2016

A Doutrina Apostólica

3 de dezembro de 2016

Rio de Janeiro-RJ

Diógenes Dornelles

1 Timóteo 4:16

Tem cuidado de ti mesmo e da doutrina. Persevera nestas coisas; porque, fazendo isto, te salvarás, tanto a ti mesmo como aos que te ouvem.

Nós temos estudado em outras ocasiões, como no estudo "Ordenados Para a Vida", de que embora o irmão Branham reconhecesse que o seu ministério era vindicado por Deus ao ponto de cumprir a Escritura de Malaquias 4, ele nunca se apresentou como sendo o profeta Elias mencionado nesta passagem da Bíblia, e as razões para isso são pelo menos duas: a primeira que podemos destacar é que a Noiva deveria aceitar o seu ministério como cumpridor da Escritura somente por uma revelação dada pelo próprio Deus. Se o irmão Branham tentasse falar abertamente que ele era esse profeta, ele estaria agindo de forma carnal, pois muitos creriam nisso apenas porque ele mesmo teria dito, mas não porque Deus houvesse revelado. Portanto é somente por uma revelação direta de Deus que o eleito reconhecerá a esse ministério, e não por alguma sugestão de quem quer que fosse.

A outra razão do porque o irmão Branham nunca se apresentou como sendo esse Elias, é porque ele queria que a Noiva não colocasse em momento algum os seus olhos no vaso, mas no Deus que estava usando o vaso. É por esse motivo que o irmão Branham defendia que o verdadeiro Elias para a Noiva do tempo do fim era o próprio Senhor Jesus Cristo.

Tentando Fazer Um Serviço Para Deus Sem Ser da Vontade de Deus (27/11/1965) § 212

Agora, temos tido Elias, e capas de Elias, e mantos de Elias, e tudo de Elias. (ou seja, falsos se passando pelo verdadeiro) Mas o Elias deste dia é o Senhor Jesus Cristo. É para Ele vir conforme Mateus dezessete... Lucas 17:30, diz que é para o Filho do homem Se manifestar entre Seu povo. Não um homem, Deus! Mas virá através de um profeta.

A Vindicação Por Meio de Sinais

Muitos hoje procuram demonstrar algum tipo de zelo pela Palavra de Deus ao tentar nomear os falsos profetas, porém demonstram possuir pouca sabedoria quando não conseguem discernir os verdadeiros. E uma das formas de Deus ter vindicado o ministério do Seu mensageiro foi por meio de sinais. É verdade que há sinais falsos, assim como também há sinais genuínos, porém o irmão Branham disse que os sinais de seu ministério serviam para nos mostrar de que aquilo que ele estava nos dizendo era a verdade.

Jeová Jiré (09/02/1961) § 5 [sem tradução]

Um dos homens tinha descido e disse: "Agora, o irmão Branham, quando ele está sob a unção é um servo do Senhor, mas a sua teologia não está bem". Ele Disse: "Ele é um profeta quando a unção está sobre ele". Mas disse: "Quando a unção está fora dele", disse, "oh, sua teologia não está bem". Um homem que fizesse uma declaração como essa nem sequer sabe o que a palavra "profeta" significa. Um "profeta" significa "um revelador divino da Palavra". Vê? E estes sinais são uma demonstração de que isso é a verdade.

A Voz do Sinal

Porém não podemos nos esquecer que atrás de um sinal sempre existe uma voz. Portanto os sinais podem ser tanto usados para vindicar uma verdade como também pode ser usado para vindicar uma mentira. Sendo assim, por mais surpreendente que um sinal possa ser, se a mensagem ou a doutrina que ele promove não for uma doutrina bíblica, tanto os sinais como aqueles por meio de quem os sinais são realizados devem ser ignorados. Deus alertou Israel que se alguém produzisse sinais genuínos, mas ao mesmo tempo incitasse o povo a comprometer a Palavra de Deus, isso era uma demonstração de que Deus estava provando o Seu povo para saber que posição eles tomariam.

Deuteronômio 13:1-4

Quando profeta ou sonhador de sonhos se levantar no meio de ti, e te der um sinal ou prodígio, e suceder o tal sinal ou prodígio, de que te houver falado, dizendo: Vamos após outros deuses, que não conheceste, e sirvamo-los; não ouvirás as palavras daquele profeta ou sonhador de sonhos; porquanto o Senhor vosso Deus vos prova, para saber se amais o Senhor vosso Deus com todo o vosso coração, e com toda a vossa alma. Após o Senhor vosso Deus andareis, e a Ele temereis, e os Seus mandamentos guardareis, e a Sua voz ouvireis, e a Ele servireis, e a Ele vos achegareis.

E Israel faria tudo isso se atentasse apenas ao que o profeta de Deus dissesse, rejeitando todo aquele que viesse com uma falsa mensagem. Aqueles que aceitaram a liderança de Moisés, estavam na verdade seguindo após Deus, pois que o Senhor estava à frente de Israel ungindo ao Seu profeta; quem ouvia Moisés, ouvia a Deus.

Os Janes e Jambres dos Últimos Dias

Porém observe que Deus disse provar os Seus filhos, e o apóstolo Paulo disse que nos últimos dias se levantariam Janes e Jambres para fazer o mesmo que fizeram no passado quando imitaram a Moisés. Deus mesmo é Quem permite que eles apareçam para testar a estabilidade espiritual da Sua Igreja. Mas aqueles que são nascidos de Deus saberão identificar a todo o ensino que não vier da Sua Palavra.

Jeová Jirê (29/04/1956) § 59 [sem tradução]

E a Bíblia diz que Janes e Jambres se levantariam nos últimos dias e que quase enganariam até os escolhidos. Tenha cuidado, irmão, e mantenha isso certo na Palavra de Deus. Não saia daí. Há um monte de coisas hoje que estão acontecendo e que não estão vindo dessa Palavra. E deixe isso só. Fique com a Bíblia. Porque a Bíblia disse que enganariam até os escolhidos, se possível. Mas quando o seu nome está escrito no Livro da Vida do Cordeiro desde a fundação do mundo, você reconhecerá a Sua Voz. (Somente os eleitos de Deus é que não poderão ser enganados) A um estranho você não seguirá. Não me interessa se óleos se derramam das mãos, pés e tudo mais. Você saberá que isso não vem da Bíblia, e você ficará com Deus.

Uma Profecia

Deus muitas vezes falou por meio de dons de profecia no meio da igreja para vindicar o Seu profeta. A seguinte profecia foi proferida pouco antes do sermão "Competição" ter sido pregado pelo irmão Branham, em 31 de dezembro de 1962, em Jeffersonville, Indiana, a qual publicamos em um livreto intitulado "Línguas, Interpretações e Profecias nas Reuniões Branham". Deus prometeu atuar por meio do Seu profeta, da mesma maneira que atuou por meio de Moisés, mostrando que se nestes dias haveria de surgir falsos ministros como Janes e Jambres, também haveria de surgir um profeta genuíno como Moisés.

Falo a ti, Meu Servo, esta noite. Eu te digo: Certamente tu estás indo viajar em poucos dias a uma terra estranha. A um povo distante. Mas Eu te digo, Eu Sou contigo, e Eu te abençoarei, e Eu digo que muitas coisas grandes realizar-se-ão na tua mão. E Eu digo a ti que estás se movendo neste [país]. Eu te digo que quando vieres ao topo da montanha ali, virei a ti como Eu fiz a Moisés, diz o Senhor. E Eu te digo, Meu povo esta noite. Não conheces tu o profeta do Deus vivo que permanece entre ti? Não sabes tu que ele tem proclamado a Minha Palavra para ti? Não sabes tu que Eu Sou o Deus Todo-Poderoso que o chamou e ordenou desde antes da fundação do mundo para entregar este Evangelho para ti? E tu deves prestar atenção. Se não fizeres, não terás parte da Vida Comigo, diz o Deus Todo-Poderoso.

Então observe que se alguém quisesse ter parte com Ele e com Sua Vida deveria prestar atenção ao que Ele estava dizendo por meio de Seu profeta mensageiro.

Eu Sou a Voz de Deus Para Você

Portanto aquele que atentasse para o que esse profeta mensageiro dissesse, estaria dando ouvidos ao próprio Deus.

Minha Comissão (05/05/1951) § 40 [Sem tradução]

Agora, eu sou apenas seu irmão, pela graça de Deus. Mas quando o Anjo do Senhor se move, Ele se torna então uma Voz de Deus para você. Talvez... Se eu ofendi você por dizer isso, me perdoe. Mas eu senti que pudesse ser ofensivo. Mas eu sou a Voz de Deus para você.

Então se o irmão Branham era a Voz de Deus para a Igreja nesse tempo do fim, isso significa que a mensagem que ele possuía não era dele, mas de Deus, porque um profeta é um revelador divino da Palavra. Portanto ninguém poderia ensinar ou dizer ao irmão Branham o que pregar, porque ele ouvia do próprio Deus.

A Escritura na Parede (30/01/1958) § 45 [Sem tradução]

O que você está fazendo? Apenas andando de um lado para o outro para o bar, e por aí em algum outro lugar, e lá para a festa de rock-and-roll, e lá adiante para a pequena igreja formal; e ouvir o pastor pregar algo. Oh, ele agrada o seu ouvido, com certeza, certamente, apenas algo; porque é um vale-refeição. Você nunca me contratou para vir aqui, você não poderia me demitir, porque eu sou contratado por Deus. Certo. Nenhum bispo, ou nenhum arcebispo, ou nenhuma igreja me diz o que pregar; eu ouço a Deus, eu tenho a Sua Mensagem, isso é tudo. Eu não preciso do seu dinheiro, eu não vim pelo seu dinheiro, não quero nada disso. Eu vim para avisar você, no nome de Cristo. Prepare-se, a hora está próxima, e poderia ser antes do amanhecer: o fim da era da igreja.

Então com isso podemos entender perfeitamente que William Branham foi a Voz de Deus para a Noiva neste tempo do fim.

Esse é o Mesmo Poder da Primeira Igreja

Todos os sinais que acompanharam o ministério do irmão Branham foram para mostrar que estávamos vivendo outra vez nos dias apostólicos, com a mesma doutrina, com o mesmo batismo e com a mesma unção agora no tempo do entardecer.

A Marca da Besta (13/04/1954) § 274

Irmão, estou lhe dizendo, isto são as Luzes do entardecer que estão brilhando. A mesma Doutrina apostólica, o mesmo batismo apostólico, o mesmo enchimento apostólico do Espírito Santo, os mesmos sinais e maravilhas apostólicos estão mostrando-se para os gentios; como eles fizeram para com os judeus, lá atrás no romper da manhã, aqui está isto, no pôr do sol.

Então aqui temos o irmão Branham dizendo que aquilo que foi ensinado pelos apóstolos na igreja primitiva, estava agora sendo pregado novamente. A mesma mensagem que Paulo pregou na primeira era da igreja, estava sendo restaurada agora neste tempo do fim, portanto aquilo que aconteceu no Alfa estava agora se repetindo no Ômega da igreja, com a mesma Mensagem e a mesma Coluna de Fogo.

O Profeta Vindicado Por Deus - Por Tomás Granja

A mensagem de Paulo foi, não só a declaração de que Jesus Cristo havia sido ressuscitado dentre os mortos, mas também que o Espírito Santo viveu Nele e, também, Aquele mesmo Espírito tinha retornado na forma da Coluna de Fogo. Então, concluímos que este foi o Ministério Alfa. Portanto, o Ministério Ômega terá que ser IGUAL. Esta é a chave para entendermos quem foi o Profeta-Mensageiro para a Sétima Era da Igreja e qual foi o propósito de Deus através dele. (...) Sabemos que o ministério de William Branham é o mesmo ministério do Filho do Homem. A única diferença é que no Filho, o Pai viveu em toda a Sua Plenitude. Col. 1, vs. 19. Ou seja, para ser o mesmo Ministério de Jesus Cristo o Filho de Deus, ele teria que ser vindicado da mesma maneira como foi o Filho do Homem. Com a Mesma "Presença" ou Parousia. A mesma Coluna de Fogo.

Fora da Doutrina Apostólica Nenhuma Palavra Tem Autoridade

A doutrina que nos foi entregue pelo irmão Branham foi vindicada por Deus, e é a doutrina dos apóstolos que nos foi restaurada e que havia sido consumida pelos gafanhotos denominacionais e pelas tradições dos homens ao longo das eras.

A Restauração da Árvore Noiva (22/04/1962) §§ 298-300

O Anjo do Senhor vindicará a Palavra. Isso é exatamente o que Ele sempre tem feito através de cada era. Ele ainda faz a mesma coisa. Ele permanece com a Palavra. E qualquer ministro ungido com o Espírito Santo permanecerá pela mesma Palavra, porque a Bíblia diz que toda a Bíblia foi escrita pelo Espírito Santo. E como você pode ter o Espírito Santo e negar o que a Bíblia diz?

Como pode você ter o Espírito Santo e negar a predestinação? A segurança da salvação? Trocar a soberania de Deus pelo livre arbítrio do homem? Negar que existe a semente da serpente e os vasos de ira preparados para a perdição? Negar que Deus tem um Filho? Se agarrar a uma capa babilônica, a um sistema denominacional humano?

O próprio espírito em você dá testemunho de que isso não está certo. Vê? O gafanhoto tem comido, isso é tudo. Hã-hã, corroendo as verdadeiras coisas de Deus. Sim senhor. A palavra sem autoridade é contrária à doutrina dos apóstolos...

Hoje estes mesmos gafanhotos denominacionais tem novamente devorado essa doutrina justamente em meio aqueles que a professam. Estão substituindo o ensino apostólico restaurado por uma palavra sem autoridade.

Em Mateus 7:28-29 diz que a multidão se admirava com a doutrina de Jesus porque viam que Ele pregava com autoridade. Jesus era conhecido pelos religiosos dessa maneira porque Ele sabia categoricamente o que estava dizendo, e isso porque a doutrina não era Sua, mas de Seu Pai. O Filho do homem ouvia de Deus para saber o que ensinar, e esse era exatamente o mesmo tipo de ministério que o irmão Branham possuía. Como o irmão Branham disse que ouvia de Deus para entregar a sua mensagem para a igreja, isso significa que o seu ensino era uma palavra de autoridade, e todos que tiveram a oportunidade de ouvi-lo reconheceram isso.

Eu Visitei Uma Reunião Branham - Por Len J. Jones (1954)

Ele disse que Jesus via tudo em visões. Ele discernia os pensamentos dos homens. O que nós podemos dizer com tais declarações? O que nós sabemos sobre tais coisas? Isto está fora de todo o nosso reino; porém aqui estava um homem que vive naquele mesmo reino e, antes que aquela noite terminasse, ele iria fazer a mesma coisa da qual ele estava falando de uma maneira ainda mais surpreendente. Branham é um homem de outro mundo! Ele vive em um outro mundo completamente! Nunca eu ouvi tais coisas! Nunca eu vi tais coisas! Jamais conheci um homem tal, e jamais espero conhecer outro, enquanto eu viver.Depois que ele havia acabado de falar ele disse: "Agora, se eu sou um profeta de Deus, as coisas sobre as quais eu falei acontecerão esta noite. Se elas não acontecerem, você pode me marcar com ferro como um falso profeta". Nunca ouvi um homem dizer qualquer coisa assim! Nunca ouvi um homem falar com tal autoridade!

Então veja que Sua audiência ficava impressionada porque eles estavam vivendo os mesmos dias apostólicos da igreja primitiva. Assim como Jesus, o irmão Branham tinha uma palavra de autoridade. O irmão Branham continua falando:

...A palavra sem autoridade é contrária à doutrina dos apóstolos. Oh, que coisa! Esta é a doutrina apostólica. Isto é a Bíblia. Este é o Espírito Santo. Cada Palavra Nela é a verdade. Apenas creia e aceite-a, e não despreze isso, e observe cada promessa ser cumprida, a manifestação de Deus presente agora mesmo.

O Elias Traz de Volta a Doutrina Apostólica

"Esta é a doutrina apostólica", ou seja, esta mensagem que ele estava transmitindo e que ele ouvia de Deus. O irmão Branham disse que era exatamente isso que o ministério de Elias faria nos últimos dias, ouvindo de Deus para depois dar-lhes a Sua mensagem a fim de converter os corações dos filhos de volta à doutrina apostólica dos pais da igreja, o que em outras palavras significa que ele viria para mudar os seus pensamentos, para que eles não mais pensassem como o homem, mas pensassem como Deus.

Qual é a Atração Sobre a Montanha? (25/07/1965) § 192

E Tu és o mesmo ontem, hoje e eternamente. E Tu tens prometido: "As obras que Eu faço vós também as fareis. Maiores que estas, porque Eu vou para o Pai." "E, eis, que nos últimos dias Eu vos enviarei o Elias, o profeta, e ele mudará os pensamentos das pessoas, converterá os corações dos filhos de volta ao Ensinamento apostólico da Bíblia." "E haverá Luz no entardecer."

A Fé Apostólica Seria Restaurada

Como vimos, embora o irmão Branham não admitisse abertamente ser esse profeta de Malaquias 4, ele tinha consciência de que o Senhor estava lhe auxiliando para o cumprimento de uma profecia relacionada a uma restauração de todas as coisas que Deus iria promover no tempo do fim.

Lagarta, Locusta, Gafanhoto, Pulgão (23/08/1959) § 197 [sem tradução]

Deus abençoe o seu coração. Eu não deixarei você nessa condição. Vou lhe dizer o que Deus disse: "Mas Eu restaurarei a você tudo o que a lagarta comeu, tudo o que o gafanhoto devorou, tudo o que a locusta comeu. Eu restaurarei, diz o Senhor". Então ajude-me, para que eu cumpra essa profecia. Antes da vinda do Senhor, a verdadeira fé apostólica, o verdadeiro ensinamento apostólico, o verdadeiro Espírito bíblico, a verdade, Ela está à Seu caminho agora...

O Elias Não Virá Pregar Uma Nova Doutrina

Então vemos mais uma vez aqui o irmão Branham afirmando que o ensino do Elias não seria exatamente um ensino novo, senão a mesma mensagem pregada no alfa da Igreja, isso porque a igreja nunca precisou de uma nova mensagem, senão da mesma, e uma vez que a Igreja recebeu essa Mensagem ela também não tem mais a necessidade de um outro profeta mensageiro. A comissão que o irmão Branham recebeu foi de trazer uma Mensagem que prepararia a Noiva para a vinda de Seu Esposo. Uma vez que essa mensagem já foi entregue, nada mais falta agora a não ser o último eleito entrar no Corpo de Cristo após ouvir a este Alarido, para que então a Trombeta de Deus reúna os Seus santos nos ares para se encontrarem com o seu Senhor.

Credes Agora? (17/08/1952) § 14 [Sem tradução]

Recentemente quando eu estava batizando no rio em Jeffersonville, quando todos os jornais locais cobriram Isso, às duas horas da tarde, quando eu estava orando, aqui veio Ele dos céus, lá pelas duas horas da noite, em junho, ou no período da tarde, melhor, em junho, em meados de junho, bem acima de onde eu estava, e uma Voz Disso, dizendo: "Como João Batista foi enviado para alertar as pessoas da primeira vinda de Cristo, assim esta mensagem é para alertar o povo da segunda vinda". Subiu de volta para os céus, enquanto as pessoas gritavam, desmaiavam. O que é isso? Deus aprontando a Igreja. Você não precisa de nenhuma nova doutrina. Você não precisa de nenhuma nova teoria. Você precisa realmente de verdadeiros (convertidos) corações ao Deus Todo-Poderoso, a crer em Deus, e em Seu Filho, Jesus Cristo. Ter comunhão com todo mundo, com todos os cristãos, pelo Espírito Santo. Amém.

Aqui o irmão Branham disse que desde 1933 Deus já estava preparando a Igreja, e não era necessário uma nova doutrina ou um novo ensinamento ou teoria, mas tão somente da mesma doutrina apostólica da primeira igreja.

A Ressurreição de Lázaro (29/07/1951) § 76 [sem tradução]

O que esta igreja precisa hoje é de um bom avivamento, não de uma nova doutrina, uma nova ordem, apenas uma agitação (Iluminação, despertamento, esclarecimento) do que você já conhece.

A Fé Apostólica Prepara a Segunda Vinda

Então veja que como Deus comissionou o irmão Branham para preparar a igreja com uma mensagem para a segunda vinda de Cristo, essa mensagem não poderia ser outra senão a mesma Mensagem apostólica que já havia sido pregada desde o início, e é ela que prepara a igreja para a segunda vinda de Cristo.

Qual é a Atração Sobre a Montanha? (25/07/1965) §§ 107-108

Observe esta Escritura aqui como se assemelha a essa. "E ele, Elias, converterá os corações dos pais aos dos filhos." (Agora falando de Malaquias 4, não misture isto, ou Malaquias 3.) João, Elias, o qual veio nos dias anteriores à primeira vinda de Cristo, tornou o coração dos velhos pais patriarcas à mensagem dos filhos, a nova mensagem. Agora observe. "E os corações dos filhos aos dos pais." Em sua segunda vinda, nos últimos dias, ele retorna à Fé apostólica novamente. Vê quão perfeitamente concordam as Escrituras?

A Fé Apostólica é a Voz do Sinal

Nós já vimos que atrás de um sinal sempre há uma voz ou mensagem que a introduza, e atrás de um sinal falso sempre há uma mensagem falsa que lhe acompanha. Portanto a única voz genuína que deve vindicar um sinal seja qual for, terá que ser a doutrina da fé apostólica e nenhuma outra.

A Voz do Sinal (13/03/1964) § 162

Agora, isso será o sinal. E a voz do sinal será Malaquias 4 "para restaurar o povo de volta à fé apostólica dos pais." Aí está o sinal, aí está a Voz, exatamente de acordo com a Escritura. Vê? O sinal é um sinal como o que foi em Sodoma, Deus manifestado em seres humanos.

Então não importa que tipo de sinal seja manifestado, veja sempre qual é a voz que lhe acompanha. Deus pode estar lhe provando para saber se você O ama com todo o seu coração e alma.

A Era Apostólica Não Acabou

Deus chama os Seus filhos para fora de todo o sistema humano justamente por meio da fé apostólica, e enquanto Deus ainda estiver chamando, a mensagem apostólica continuará em evidência porque é por meio dela que Deus está fazendo uma separação.

A Semente de Discrepância (18/01/1965) § 45-50

Há poucas noites atrás, um certo ministro, do Arizona, de uma grande e famosa escola aqui nesta cidade, veio a mim e disse: "Eu - eu desejo lhe corrigir sobre algo" (Eu disse...) "Quando você tiver oportunidade". Eu disse: "Esta é a melhor oportunidade que eu saiba. Venha". E deste modo ele veio, ele disse: "Sr. Branham, o senhor está tentando... Eu creio que o senhor é sincero e que o senhor é honesto, porém o senhor está tentando introduzir ao mundo uma Doutrina apostólica". E disse: "A era apostólica cessou com os apóstolos". Eu disse: "A primeira coisa que eu gostaria de lhe perguntar, meu irmão, o irmão crê que cada Palavra de Deus é inspirada?" Ele disse: "Sim, senhor, eu certamente creio". Eu disse: "Então, me mostraria o irmão, na Palavra, aonde a era apostólica cessou? Agora, o irmão me mostre onde está isto, e eu crerei com o irmão". E eu disse: "O escritor da era apostólica, aquele que tinha as chaves do Reino, no dia de pentecostes quando a era apostólica foi introduzida, eles disseram: 'Varões e irmãos, o que podemos fazer para sermos salvos?' Ele disse 'Arrependei-vos, cada um de vós, e sejam batizados no Nome de Jesus Cristo, para a remissão de pecados, e vós recebereis o dom do Espírito Santo, pois a promessa é para vós e para vossos filhos, e para aqueles que estão longe, a tantos quantos o Senhor nosso Deus chamar'. Agora, como pode a Palavra contradizer a Si mesma?" O homem disse: "Eu estou com um terrível resfriado nesta noite". Eu disse: "Eu penso que sim, também". Está vendo? Agora me diga, Deus ainda está chamando? Se Deus ainda está chamando, então a era apostólica ainda está em existência. Certamente! Tantos quantos o Senhor nosso Deus chamar, alguma vez chamar, alguma vez chamará, tantos quantos Ele chamar, isto ainda será a era apostólica, pois Jesus Cristo é o mesmo ontem, hoje, e eternamente. Agora, nós verificamos hoje que esta discrepância tem sido semeada através de cada era. Se fosse possível tomar isso nos próximos dez ou quinze minutos, eu o faria, porém não se pode. Exatamente através das era... Todos nós somos, a maioria de nós lemos a Bíblia. E agora, como quando Jesus veio, e Ele encontrou essa discrepância, contrária. Ele era a Palavra feita manifesta, Ele era a interpretação de Deus da Palavra, porque Ele disse: "Examinai as Escrituras, pois nelas credes ter Vida Eterna, e elas são que testificam de Mim". Aí está. Ele - Ele era a interpretação da Palavra. E cada filho e filha de Deus desta era nascido de novo é a interpretação da Palavra. Vocês são epístolas escritas, lidas de todos os homens. Sim.

O Que é "Fé Apostólica"?

Muitos dizem crer em uma fé que é considerada por eles apostólica, porém o irmão Branham disse que é falsa, pois não está firmada na Bíblia.

Perguntas e Respostas 14 (15/10/1961) § 156b 142b.

Por favor, explique a fé apostólica.

Essa é uma pergunta. Há uma, duas, e três perguntas. Fé apostólica significa "a fé dos apóstolos". Isso é o que significa a fé apostólica, que você fica com a Bíblia. Agora, o que é chamado de fé apostólica hoje, muitos deles não ficam com a Bíblia. Mas apostólica significa a - fé apostólica, a fé apostólica da Bíblia. Tudo bem.

O irmão Branham disse que muitos não sabem o quão importante é dizer somente o que o mensageiro disse, sem acrescentar novas doutrinas.

O Ensino Apostólico Alinha Todas as Coisas

A doutrina apostólica serve para deixar a igreja em ordem, para que o corpo de Cristo seja aperfeiçoado. Embora Deus use ministérios para conduzir todos a uma unidade de fé, será a doutrina em si que irá fazer essa obra.

Expectativas (10/08/1950) § 12 [sem tradução]

É tempo que a igreja precisava de um bom ensino apostólico de Deus à moda antiga para - deixar a coisa alinhada. Os dons e a vocações estão na igreja, mas as pessoas não sabem como controlar-se (Vê?); eles não sabem tomar posse de Deus.

Então a fé ou o ensino apostólico é para alinhar o crente em sua confissão com a Palavra de Deus, alinhando corretamente o seu pensar, o seu portar, o seu agir, o seu falar e o seu vestir. Toda a igreja que estiver baseada em uma doutrina ou tradição de homens estará desalinhada. Só a doutrina apostólica põe a igreja em ordem.

A Doutrina Apostólica Produz em Nós o Amor à Cristo

A doutrina apostólica nos aproxima mais de Cristo e nos faz desejar ser como Cristo. Porém quando a fé apostólica não está presente em um local onde membros de uma igreja se reúne, sempre há ferramentas de compensação que visam suprir essa sua ausência, a fim de superar a falta do Espírito Santo.

Jeová-Jiré (09/02/1961) § 27 [sem tradução]

Eles perderam o Espírito na reunião. O piano pode tocar, as baterias podem tocar, (poderíamos também incluir as guitarras elétricas e todo o rock in roll que é tocado nas igrejas modernas de hoje) e as mulheres com suas roupas apertadas o suficiente - como salsicha, correndo de um lado para o outro no piso assim, pulando para cima e para baixo. Deixe a música parar e eles param também.

O que o irmão Branham está tentando nos dizer é que nada que atraia alguém apenas pelo emocional pode ser duradouro. O irmão Branham disse que sua doutrina jamais foi edificada sobre emoções ou sensações.

Não Tenhais Medo (24/02/1961) § 51 [Sem tradução]

Jesus nunca disse: "Você sentiu isso?" Ele disse: "Você crê nisso?". É isso aí. "Se você crer...". É um senti-... não um caso de sentimento, é um caso de crer. "Aquele que crê", exatamente onde você está. Eu não digo que você não sinta algo. Eu sei que eu senti alguns sentimentos estranhos, mas eu nunca descansei a minha fé sobre um sentimento. Eu não posso edificar a minha doutrina sobre uma sensação. Tenho que edificá-la sobre o ASSIM DIZ O SENHOR pela Palavra de Deus.

Portanto o que se precisa não é dos ruídos modernos do evangelismo de Hollywood que satisfazem os ouvidos carnais, mas apenas do silêncio para que se possa ouvir aquela voz mansa e suave do Espírito. E a única coisa que satisfaz a um ouvido circuncidado pela Palavra é o ensino apostólico.

O Que Tu Ouves, Elias? (09/06/1959) § 24 [Sem tradução]

Eles buscam por coisas grandes, aquele que consegue instalar a maior tenda, aquele que consegue construir a maior igreja. E nós povo pentecostal temos chegado a tal ponto. E se formos a um culto e todo mundo não estiver correndo de um lado para o outro nos corredores, e falando em línguas, e saltando nos lugares, nós não tivemos nenhuma reunião. Nos satisfaria ficarmos em silêncio até ouvirmos algo do céu: uma voz mansa e delicada. Precisamos do ensino apostólico, do poder apostólico. (Atrás do ensino e da fé apostólica há um poder que produz os sinais que lhe servem como uma introdução ou apresentação, e esse poder não é outro senão o próprio Espírito Santo) Esse poder apostólico não é completamente ruído; é o Espírito Santo e o amor de Deus que nos faz querer Cristo Jesus.

A Doutrina Apostólica da Preexistência do Filho de Deus

Apenas para darmos aqui um rápido exemplo de uma das premissas da fé apostólica, poderíamos mencionar um estudo que publicamos intitulado "A Preexistência do Filho de Deus - De volta à Doutrina Apostólica", onde tratamos em particular desse ensino, que era absolutamente uma fé sustentada pelos pais da igreja e que mais tarde foi corroída pelos gafanhotos que depois surgiram; mas nestes últimos dias, o irmão Branham restaurou essa mesma doutrina apostólica que era ensinada pelos primeiros cristãos, de que o Filho de Deus teve uma preexistência.

Perguntas e Respostas Sobre Gênesis (29/07/1953) § 31

Agora, Deus Ele mesmo deu à luz a este Filho que era antes que houvesse até mesmo um átomo no - ou ar para fazer um átomo. (Ou seja, Jesus já existia antes de qualquer criação) Este era... Veja, Jesus disse: "Glorifica-Me, Pai, com a glória que Nós tínhamos antes da fundação do mundo".

Aquele Filho que foi gerado antes da criação não era um simples ofício ou um pensamento ainda sendo processado na mente de Deus, mas tratava-se de um Ser real que foi gerado por um outro Ser, Deus, O qual Se tornara o agente de Sua criação, com Quem, segundo o irmão Branham, Deus conversava.

Perguntas e Respostas Sobre Gênesis (29/07/1953) §§ 15, 43

Em Gênesis 1:26, primeiro vamos tomar a primeira parte. Deus disse: "Façamos...". Agora, "façamos", nós é uma... "Façamos o homem à Nossa própria imagem". Nossa, claro, nós entendemos que Ele está conversando com alguém; Ele estava falando a um outro Ser. (...) E então Ele fez esta pergunta agora: "FAÇAMOS (QUEM? PAI E FILHO) façamos o homem à Nossa própria imagem".

O Padrão Apostólico Restaurado

O irmão Branham disse que aqueles que seguiam o mensageiro de cada era correspondente levavam adiante a mesma mensagem deixada por ele, embora alguns não fizessem isso. Ele lembrava que Irineu, o mensageiro da era de Esmirna, havia sido discípulo de Policarpo, que foi discípulo de João, que por sua vez fora apóstolo de Jesus, e todos eles procuraram pregar a mesma coisa que os outros lhes ensinaram.

Uma Exposição das Eras da Igreja - pags. 92, 93

Ele militou contra qualquer forma de organização. Além disso, a história de sua vida, na qual ele serviu ao Senhor, foi de muita manifestação no Espírito Santo; e a Palavra era ensinada com incomum clareza e em conformidade com seus preceitos originais. (...) Ele também foi claro quanto à sua compreensão da Divindade. E visto que ele foi discípulo de Policarpo, que por sua vez foi discípulo de São João, podemos saber com certeza que ele tinha um ensinamento tão perfeito quanto possível sobre este assunto.

Vemos em um estudo escrito por Irineu, de que ele pregava a mesma mensagem apostólica, e que era a mesma fé pregada por William Branham, mostrando que a fé do Alfa e do Ômega da Igreja é exatamente a mesma.

Epideixis ou Demonstração da Pregação Apostólica (Final do Séc. II) §§ 30, 50

Para Jerusalém foram enviados, por Deus, por meio do Espírito Santo, os profetas que aconselhavam o povo e o convertia ao Deus onipotente de seus pais. Como colunas da revelação de nosso Senhor Jesus Cristo, o Filho de Deus, anunciavam que da estirpe de Davi haveria de florescer o Seu Corpo, para que fosse, segundo a carne, filho de Davi - que era filho de Abraão - em razão de uma extensa cadeia de gerações e, segundo o Espírito, Filho de Deus, preexistente com o Pai, gerado antes da fundação do mundo, e aparecido, como homem, ao mundo inteiro nos últimos tempos. (...) Cristo, o Filho de Deus, existente antes do mundo, estava com o Pai e junto ao Pai...

E o ensino do irmão Branham sobre o diálogo existente entre o Pai e o Seu Filho durante a criação do homem, era exatamente o mesmo ensino apostólico crido e ensinado por Irineu.

Irineu Contra as Heresias - Livro 5, Capítulo 15, § 4

"Mas Ele, o mesmo que formou Adão no princípio, com Quem também o Pai falou, [dizendo]: 'Façamos o homem à nossa imagem e semelhança' revelando-Se nestes últimos tempos aos homens, formou órgãos visuais (visionem) para aquele que tinha sido cego naquele corpo que tinha derivado de Adão".

No entanto, alguém poderia objetar que esse seria o falso ensino da trindade. Porém, Irineu nunca pregou uma trindade de três pessoas na Divindade. Os católicos creem que possuem o que eles chamam de "tradição apostólica" ou "Fidei Depositum", "Depósito da Fé", quando muita coisa que eles ensinam nunca foi crida ou mesmo ensinada pelos pais da igreja primitiva.

Somos Católicos Apostólicos

O irmão Branham até chegou a dizer que era um católico, mas referindo-se ao tempo anterior em que eles mudaram o ensino original da igreja apostólica original.

Cristianismo Versus Idolatria (17/12/1961) § 105

Somos todos católicos. Somos a igreja católica. Nós somos a católica apostólica. "Católico" significa "universal". E nós somos a Igreja universal da fé apostólica. Sim senhor. Há uma diferença entre as duas igrejas; uma delas era católica, universal, apostólica; a outra era católica romana.

Essa foi a que se apostatou e adulterou a fé dos apóstolos. A igreja romana não crê que haja algo a ser restaurado, e tampouco as igrejas evangélicas, suas filhas.

William Branham Pregou Uma Doutrina Imperecível e Um Deus Imperecível

Você vive aquilo que você crê. Todo aquele que vive e crê numa doutrina perecível - que é uma palavra sem autoridade - perecerá junto com ela, mas uma fé imperecível só pode conduzir a um Deus imperecível.

A Fé Que Uma Vez Foi Entregue aos Santos (10/06/1957) § 68 [sem tradução]

Todas as nações e todos os reinos devem cair. Todo mortal deve se entregar à imortalidade. Não desconsidere essas palavras por se tratar de uma pessoa sem instrução. Não considere isso porque um - pela pessoa que eu sou. Mas considere isso porque - considere isto por causa disto: esta é a Palavra de Deus, e esse próprio Deus, se eu tenho dito a verdade, reivindicará que isso seja a verdade. Se eu sou falso, então minha pregação é falsa, então a minha doutrina é falsa, então eu sou falso com ela. E se o - eu prego uma doutrina perecível e um Cristo perecível, eu morrerei com isso. Mas se eu prego a Palavra de Deus imperecível, e um Deus imperecível, eu viverei para sempre com Ele.

A Doutrina é a Espinha Dorsal da Igreja

A doutrina não te torna arrogante, orgulhoso, não te faz sentir superior ao outro que não conseguiu entender o que você julga ter compreendido. Quanto mais da doutrina você conhece, mais humilde você se torna.

Lagarta, Gafanhoto, Locusta, Pulgão (23/08/1959) § 19 [sem tradução]

E se acontece que você... sua igreja não crê, ou você não crê simplesmente nas coisas que falamos como a nossa doutrina da igreja, nós confiamos que isso não trará de modo algum uma ofensa. Porque o primeiro passo para um cristianismo bem sucedido, e para mostrar que o homem recebeu o Espírito Santo é a humildade, a verdadeira humildade dada por Deus, que deve ser dada humildemente. Mas, mesmo assim, uma igreja sem uma doutrina é como uma água-viva; ela não tem nenhuma espinha dorsal. Então nós temos que ter uma espinha dorsal nela. E não somente uma espinha dorsal, mas dentes também, porque a Igreja de Deus deve comer o Pão da Vida.