A Teologia de William Branham

28/07/2017

A Teologia de William Branham

28 de julho de 2017

Viamão-RS

Diógenes Dornelles

1 Coríntios 2:1-5

E eu, irmãos, quando fui ter convosco, anunciando-vos o testemunho de Deus, não fui com sublimidade de palavras ou de sabedoria. Porque nada me propus saber entre vós, senão a Jesus Cristo, e este crucificado. E eu estive convosco em fraqueza, e em temor, e em grande tremor. A minha palavra, e a minha pregação, não consistiram em palavras persuasivas de sabedoria humana, mas em demonstração de Espírito e de poder; para que a vossa fé não se apoiasse em sabedoria dos homens, mas no poder de Deus.

Paulo resumiu aqui com poucas palavras, qual era o propósito do seu ministério, que foi o de trazer para a igreja não uma nova teologia, com palavras eloquentes e persuasivas, mas um evangelho com o poder vivificador. Os fariseus que condenaram Jesus ao madeiro tinham a melhor teologia que eles poderiam ter, mas nem por isso obtiveram alguma luz para perceber a visitação de Deus em seus dias em carne humana. O próprio Paulo, que também havia sido um teólogo fariseu - vindo da famosa escola de Hillel, o Ancião, seguido por seu neto Gamaliel - precisou renunciar a toda sua teologia para aceitar a "teologia" de Cristo. Foi para isto que Deus o chamou. Agora com uma teologia totalmente reformada, ele não estava mais promovendo um grupo ou sistema humano, mas o Reino dos Céus.

O Irmão Branham Era Mal Compreendido

Porém quando Deus escolheu em nossos dias um outro homem para comunicar a Sua Palavra para este tempo do fim, Ele não escolheu alguém que tivesse sido capacitado ou ensinado em um bom seminário teológico, como Paulo havia sido, e nem buscou alguém por ter boas maneiras ou alguma educação refinada, mas Ele buscou e preparou um homem simples, que pudesse ser simples também em palavras, para tornar a Sua mensagem o mais simples possível.

Ele não pregou uma nova teologia que a igreja precisasse, mas uma Palavra com demonstração do poder de Deus que A tornou viva para nós, poder que se revelou na simplicidade, exatamente como fez o apóstolo Paulo.

O Profeta Eliseu (23/07/1953) § 31 [Sem tradução]

O que precisamos hoje não é de uma nova teologia. O que precisamos hoje é de um bom avivamento à moda antiga de São Paulo, e a Bíblia do Espírito Santo de volta entre as - todas as igrejas, que trará novamente o poder do Deus vivo para a igreja. Isso é verdade. É disso que a igreja necessita hoje.

Sendo assim, o que torna o ensino que o irmão Branham nos trouxe algo difícil de ser aceito, não tem nada a ver por se basear em palavras que fossem complicadas e de intricada compreensão, mas justamente por causa da sua simplicidade, embora demonstrada com o poder do Espírito Santo.

A Mão do Senhor Veio Sobre Ele (03/04/1954) § 38 [Sem tradução]

Você não precisa de uma nova teologia; você precisa do Espírito Santo pregado em Seu poder, embora em simplicidade. É o maior cartão de visitas que o mundo já teve. Amém.

E é essa simplicidade que o torna incompreensível, porque ela é contrária ao tipo de teologia que as pessoas estavam acostumadas a ter, e foi para este propósito que Deus o enviou até nós, desde quando apareceu pela primeira vez no dia de seu nascimento na forma de uma Coluna de Fogo. Deus não enviou o irmão Branham até nós para pregar algo que estivesse de acordo com os ensinamentos teológicos deste dia, mas para trazer até nós uma Palavra com a demonstração e a revelação do Espírito Santo.

A Manifestação do Espírito (17/07/1951) § 42 [Sem tradução]

Agora, eu falei a você esta noite que o nosso Pai celestial apareceu no meu nascimento e me enviou para ajudar você. E eu permaneço esta noite como Seu servo para ajudar você. Eu... Isso pode não estar de acordo com os seus ensinamentos teológicos. Deus costuma fazer coisas contrárias a como as pessoas pensavam ser.

Então o irmão Branham sabia que além de ele ser mal compreendido, não havia nada que ele pudesse fazer para evitar isso, por mais claro que ele tentasse ser, pois a menos que Deus revele a Sua Palavra, eles não A compreenderiam.

Experiências Espirituais Primitivas (13/07/1952) § 11 [Sem tradução]

Muitas pessoas têm me compreendido mal, querido amigo cristão. Eu - eu sou mal compreendido hoje. Eu - eu tenho tentado tornar isso tão claro quanto eu possa, mas ainda assim em tudo isso, não há nenhuma maneira de eu conseguir isso para as pessoas. Deve ser uma revelação de Deus para compreender isso. Vê?

E é claro que uma vez não compreendendo corretamente ao irmão Branham, será também a Deus que eles não estarão compreendendo, pois cada doutrina que o irmão Branham ensinou foi em obediência ao chamado que Deus lhe deu. O irmão Branham não poderia pregar outra coisa. E aqueles que creem no que Deus falou em Sua Palavra, também serão mal compreendidos juntamente com Ele.

Deus Sendo Mal Compreendido (23/07/1961) § 245

Hoje eu sou mal compreendido em meu ministério, de que Ele me enviou ao povo. Eles entendem mal. Cada um deles dizem: "Nós cremos no irmão Branham..." Eu conversei com um pregador há algum tempo atrás, que disse: "Irmão Branham, todos sabemos que você foi enviado para a igreja, mas a idéia é: como você vem batizando em Nome de Jesus?" Eles entendem mal as Escrituras. Eles não entendem isso. Foi para isso que Ele me enviou; esse é o meu propósito de estar aqui. "Por que você ensina a semente da serpente, e coisas assim que são contrárias ao que ensinamos?" Bem, irmão, é por isso que eu estou aqui. (Pregar coisas que fossem contrárias à teologia moderna. Esse foi o seu chamado) Eles simplesmente não entendem isso. Amém. Mas Deus está dando testemunho por meio da Sua Palavra e pelos sinais do Espírito Santo em...?... Não importa o quanto eles possam interpretar mal, Deus está confirmando a Palavra. Amém. Deus sempre foi mal interpretado. E aqueles que vivem com Deus são mal compreendidos com Deus, porque Deus está operando neles. Amém. Você crê nisso?

Então veja que se a Igreja também é mal compreendida, isso é porque é justamente essa operação que Deus está fazendo nela.

Mas como o irmão Branham mesmo nos disse, era necessário que sua doutrina não fosse compreendida e nem aceita por todos. Portanto de uma certa forma, sua incompreensibilidade era algo proposital, pois se afinal tudo dependia de uma revelação que fosse recebida diretamente de Deus para o crente, isso era algo que Ele somente deveria compartilhar com os Seus eleitos, enquanto que para os demais, tudo deveria continuar encoberto.

O Desvelar de Deus (14/06/1964) § 22

Agora, o meu tema esta manhã, eu espero confiantemente que Deus revele isto. E cada vez, se você que toma as fitas e ouve, e eu tenho esperança e espero confiantemente que - que você tenha tido um entendimento espiritual daquilo que Deus tem tentado fazer a Igreja compreender sem dizê-lo diretamente. Está vendo? É uma coisa, às vezes, nós temos de dizer coisas de uma tal maneira que possa diminuir, possa levar uns a saírem, alguns a irem embora, e outros a - a - a ponderarem a respeito. Mas isso é feito propositalmente. Precisa ser feito dessa maneira.

Nem Todos Podem Concordar Com a Teologia do Irmão Branham

Uma das razões do irmão Branham não ser compreendido é justamente por causa da sua linguagem teológica que feria todas as regras de exegese inventadas pelo homem, e também porque Deus lhe deu uma forma peculiar de ver e de interpretar as Escrituras. Ele poderia concordar com alguns teólogos sobre determinados assuntos às vezes, e até usar as suas mesmas terminologias, mas sem usá-las com o mesmo sentido que com eles era empregado.

Portanto sua teologia podia não estar em harmonia com a teologia tradicional, mas ainda assim era a Escritura, enquanto que a teologia tradicional e rotineira sempre negou a Cristo.

Preparação de Deus (01/04/1954) § 30 [Sem tradução]

Observe. Então veja, isso está perfeitamente em harmonia com as Escrituras. Pode não ser aquela teologia rotineira, da maneira como você tem escutado, mas é a Escritura. A teologia rotineira negou Jesus Cristo em Sua primeira vinda. Ela O negará na segunda vinda. Isso mesmo.

O irmão Branham disse que cria em uma a trindade, mas não como três pessoas. Ele disse que cria numa unicidade, sem ao mesmo tempo negar que Deus tinha um Filho. Ele dizia que Deus é "o olho que tudo vê", enquanto que todo o restante dos teólogos dizem que esse é satanás. Enquanto os teólogos dizem que você precisa se reunir sob um credo que fundamente uma organização, o irmão Branham dizia que você tem que fugir de tudo isso; fugir do nicolaísmo e do balaanismo.

Enfim, o homem pode explicar muitas coisas das Escrituras usando uma dialética teológica polida e requintada, mas isso seria apenas o brilho do homem, enquanto que aquilo que a Igreja deve buscar é a Luz que vem do Espírito Santo que ilumine os olhos dos nossos corações com a revelação que vem do alto.

Crês Tu Isto? (03/10/1950) § 20 [Sem tradução]

Agora, não há ninguém que possa abrir a Palavra. Podemos abrir as páginas em que a Palavra está escrita, mas é necessário o Espírito Santo para revelar a Palavra. Vê? Agora, podemos tomá-la do ponto de vista teológico e poder colocar nossas palavras, nossa teologia, e assim por diante, e - e talvez causar algum efeito sobre as pessoas por nossos próprios brilhos, mas não é isso que nós estamos buscando agora mesmo. Nós queremos que o Espírito Santo desça na igreja e Se mova no povo, passe por aqui agora e abençoe-nos com as Suas bênçãos eternas.

O Que Pensais Vós de Cristo (13/12/1953) § 13 [Sem tradução]

Eu posso abrir as páginas assim; eu talvez por alguma teologia possa lhe dar as minhas opiniões sobre isso; mas só existe Um que pode abri-la; esse é o Cordeiro que foi morto desde a fundação do mundo.

Jesus não pôde ser compreendido pela Sua Mensagem, e tampouco os Seus apóstolos também puderam por causa do ensino deles. Em nossos dias, o irmão Branham também não pôde ser compreendido, e muito menos aqueles que desejam anunciar a mesma mensagem e com a mesma linguagem teológica que ele usou. A única teologia pela qual o irmão Branham pode ser compreendido é pela sua própria, mesmo que muitos possam não concordar com ela.

Tenha Fé em Deus (00/09/1954) § 22 [Sem tradução]

E eu rogo para que você seja humilde em seu coração. Você pode não concordar comigo em minha teologia. A maneira como eu ensino a Palavra pode parecer um pouco diferente do que os seus pastores e os demais ensinam. Mas apenas não... não brigue comigo, simplesmente ame-me de qualquer maneira, porque eu amo você de qualquer maneira. Então não importa. Tudo bem.

Como o irmão Branham sabia que a compreensão de sua teologia dependia então de uma revelação dada por Deus mesmo, ele nunca se esforçou em tentar prová-la, e até admitia que ela pudesse estar errada, quando comparada com a teologia dos homens, sendo que ele era um homem simples e sem instrução, mas ele sabia que Aquele Pai celestial que o visitou desde o seu nascimento não o enviaria para pregar um erro ou a mesma teologia que estava sendo pregada naqueles dias.

Fé no Filho de Deus (15/07/1952) § 3 [Sem tradução]

Agora, alguns dos meus ensinamentos teológicos, pontos de vista sobre a Bíblia, podem estar errados. (Podiam parecer errados para a teologia moderna dos seminários, por ele não saber usar os mesmos termos que os teólogos usavam, mas na verdade ele sabia que estava correta) Eu não posso dizer. Eu não sou um estudante dos melhores. Sou muito analfabeto, sem instrução, educação escolar; isso não é o meu desejo, mas eu não podia ter isso. Nós fomos criados em uma família pobre de dez filhos, com pai doente que morreu quando ele era apenas um jovem. O fardo esteve sobre mim, o mais velho da família. Eu fiz o meu melhor, e apresento isso para minha mãe. Mas agora, para o Reino de Deus, se eu pude fazer isso por meus irmãos e irmãs em carne, ("Se eu pude me arrebentar trabalhando para sustentar a minha família e irmãos e dar o meu melhor por eles") o que eu poderia fazer pelos meus irmãos e irmãs que estão no Espírito e que vivem para sempre? O melhor que eu sei. (Então você precisa entender que a teologia que ele estava apresentando era a melhor que ele podia nos dar. Não busque outra.) E alguns de vocês podem estar em um ensino que pode não concordar comigo em diferentes pontos, mas eu não digo isso por nenhum motivo contencioso e coisas tais, eu - eu digo isso apenas para ser sincero às - às convicções para declarar minhas opiniões sobre isso.

Este foi o seu chamado, que era falar de temas que a teologia oficial discorda.

Então veja que o irmão Branham parecia soar estranho quando usava palavras não muito apropriadas por falta de instrução, mas mesmo assim ele sabia o que estava dizendo e ele sabia que estava correto em seu ensino. Seu inglês podia não ser muito claro, e nem muito profundo o seu conhecimento acerca da Bíblia, mas ele conhecia muito bem o Seu Autor.

Batalhando Ardentemente Pela Fé (04/04/1954) § 61 - [Sem tradução]

Minha linguagem é ruim; meu inglês é ruim. Eu não consigo falar as minhas palavras; eu sou apenas um típico caipira kentuckiano... Mas, irmão, eu sei de Quem eu estou falando. Eu sei o que sei. Eu não sei muito; mas o que eu sei, eu sei muito disso. Eu só fui até a sétima série, mas eu li muitos livros da sétima série. Vê? Eu não conheço o Livro muito bem, (Fala da Bíblia) mas eu conheço muito bem o Autor. Isso é o mais importante.

William Branham Não Pode Ser Compreendido Pela Teologia Moderna

Mas mesmo não sendo compreensível ou até contraditório para alguns, qualquer outra teologia ou doutrina humana que for usada para compreender e explicar a Mensagem de William Branham irá falhar, pois a teologia do irmão Branham não se encaixa com nada do que até agora foi feito.

A Maior Batalha Jamais Pelejada Nº. 1 (11/10/1987) § 20 - Lee Vayle [Sem tradução]

Foi por isso que William Branham não conseguiu alcançar as pessoas. É por isso que Paulo não pôde alcançar as pessoas. É por isso que eu não consigo alcançar as pessoas. Eu falo uma linguagem diferente baseada na própria linguagem do irmão Branham. Eu não falo teologia e as palavras de muitos dos meus irmãos. William Branham não pode ser compreendido pela teologia moderna. Você tem que livrar sua mente da sua teologia e do que aprendeu.

O irmão Lee Vayle sempre foi chamado de teólogo, mas ele não tinha nenhuma formação teológica, como ele mesmo disse.

Parousia (17/07/1977) § 138 - Lee Vayle

Eu não sou um teólogo.

Portanto a única teologia que ele pregou foi a teologia do irmão Branham e não outra, e por causa disso, ele tem sido tão mal compreendido e impopular como foi o profeta de Deus, entre aqueles que não lhe aceitaram. O irmão Branham nunca disse que você se tornaria uma pessoa popular em meio à sua família, amigos ou mesmo entre os cristãos se ficasse do lado da verdade, porém isso pelo menos faria de você uma pessoa sincera e honesta, ainda que não concordem com você.

Em Kades Barnéia (27/05/1956) § 35 [Sem tradução]

A verdade nunca tornará você popular, mas a verdade tornará você honesto; e isso é uma coisa boa.

Lembre-se que como disse o irmão Branham, assim como Deus trabalha para não ser compreendido por todos, Ele também executa essa mesma operação nos Seus filhos.

A Teologia de William Branham Versus Teologia Unicista

A teologia que o irmão Branham desenvolveu para tratar sobre a Divindade não é a mesma utilizada pelos unicistas, como alguns pensam, embora ele usasse uma linguagem parecida com aquela doutrina. Para você dizer que O Pai e o Filho são a mesma Pessoa ou o mesmo Ser, ou que Jesus é Deus, como variavelmente o irmão Branham fazia, você precisa conhecer teologia, porém não qualquer teologia, mas a teologia de William Branham, e um dos problemas que encontramos hoje é de ministros tentando explicar a doutrina do irmão Branham usando uma outra teologia, como a sabelianista. Como já dissemos, o irmão Branham possuía uma teologia própria sua, porém a maneira como ele a apresentava é muito diferente do que alguns ministros estão tentando mostrar.

A Presença Nº. 3 (13/05/1981) - Lee Vayle [Sem tradução]

Deixe-me dizer o que há de errado com a teologia moderna; eles não entendem a Divindade. Há somente um Deus, e Ele tem um Filho, (O unicismo não concorda com isso) e os dois obtiveram o mesmo Nome. (Foi por isso que o irmão Branham disse que havia um Jesus dentro de um outro Jesus) Então, como você sabe sobre o que é falado? O Pai é o Filho, a menos que você entenda a teologia. (Mas não é qualquer teologia. Precisa ser a teologia de William Branham. E é aí que está o problema. O irmão Branham possuía uma teologia muito diferente da unicista para explicar como que o Pai e o Filho são o mesmo, mas infelizmente os ministros da Mensagem escolheram a teologia errada para tentar explicar a sua doutrina, porque não perceberam a diferença que há entre ambas). É por isso que esta Mensagem está tão ineficaz e adulterada.

Aqui "adulterada" foi traduzida do inglês "crudded up", que também quer dizer "suja", "contaminada". A mensagem do irmão Branham hoje está assim. Ela se tornou contaminada e inútil, pois que utilidade tem para o reino de Deus uma mensagem que foi adulterada? O que ela pode produzir a não ser filhos espirituais do adultério? Pois se a Mensagem, que é a Palavra de Deus revelada para este dia está adulterada, os que creem nisso estão cometendo fornicação espiritual, ao dizer que creem em William Branham, ao mesmo tempo em que hibridaram a sua teologia com alguma outra coisa.

Cristo é o Mistério de Deus Revelado (28/07/1963) §§ 526-527

Assim como a Cabeça foi levantada da sepultura, assim deve o Seu Corpo segui-La para o Éden. Portanto, o Corpo não pode reconhecer nenhuma outra liderança, a não ser a Liderança da Palavra. Nenhuma denominação pode acrescentar nada a Isto. "Pois todo aquele que tirar uma só Palavra Disto, ou acrescentar uma só palavra a Isto, tirou Disto." Você está morto, híbrido, bem ali. Ela está aqui atrás, este testemunho em suas mãos, "a imundície das suas fornicações, cometendo em adultério espiritual," contra a mesma Palavra que ela afirma crer. Vê?

O adultério espiritual da Palavra é fruto de organização. Se existe uma mensagem ineficaz e adulterada hoje foi porque um grupo de homens se organizou para fazer isso, e qualquer grupo organizado que seja, está afastado da Palavra de Deus.

Uma Exposição das Sete Eras da Igreja, pág. 179

As denominações não são de Deus. Elas nunca foram e nunca serão. É um espírito errado que separa o povo de Deus em hierarquia e leigos; e é, portanto, um espírito errado que separa as pessoas das pessoas. É isso que a organização e as denominações fazem. Ao se organizarem eles se separam da Palavra de Deus, e entregam-se ao adultério espiritual.

A Era da Igreja de Pérgamo (07/12/1960) § 264 [Sem tradução]

E o que foi falado aqui na igreja? O adultério espiritual, que você professa ser um "cristão" e que ainda vive como o mundo. Oh, irmão, receba o Espírito Santo! Afaste-se desses velhos credos e coisas que você... eles estão mortos.

Então como já vimos, um dos maiores erros que nós encontramos entre os ministros da Mensagem é tentar explicar a Divindade da maneira como o irmão Branham ensinava, usando a luz da teologia unicista, porque ela não se compara a nada com o que o irmão Branham pregou. A teologia do irmão Branham é única e não deve ser comparada com qualquer outra coisa que já foi feita antes ou depois dele.

Não Tente Arrazoar, Apenas Creia

Mas por estarem ensinando a Mensagem com uma ótica unicista, ela tem sido então adulterada e se tornado ineficaz para aqueles que buscam realmente por uma renovação de entendimento. E tentar entender o que o irmão Branham disse com uma teologia que não seja a dele, seria pensar os seus próprios pensamentos.

Cristo é o Mistério Nº. 27 (10/12/1986) - Lee Vayle [Sem tradução]

Bem, você não acredita no que o profeta disse. Eu disse que devemos renovar o nosso pensamento. Você não pode pensar os seus pensamentos sobre esse assunto. Eu não posso pensar os meus pensamentos. Eu não sou um teólogo. Vocês não são teólogos. Foi o que ele disse: "Quando O vemos descendo e vivendo entre a igreja; essa é a Sua vitória!"

Então veja que para você aceitar a teologia do irmão Branham você precisa primeiro se desfazer da sua, bem como dos teus próprios pensamentos.

Testemunhas (03/03/1954) § 27 [Sem tradução]

Porque lembre-se, você não pode ter a mente de Cristo e a mente do mundo ao mesmo tempo. Você não pode estar no seu caminho e no caminho de Deus ao mesmo tempo. Você tem que sair do seu próprio caminho para deixar Deus ter o Seu caminho. Essa é a única maneira em que você alguma vez irá fazer qualquer coisa. Você tem que ficar longe dos seus próprios pensamentos, das suas próprias razões. Não tente arrazoar; apenas creia.

A palavra "teologia" vem das palavras gregas "theo", 'Deus", e "logia", que vem de "logos", que é a "palavra". Portanto esse termo quer dizer "A Palavra de Deus", e a única forma de aceitarmos a "teologia" que vem de Deus, é rejeitarmos todas as outras teologias, porque Deus não pode ser arrazoado.

O Testemunho de Jesus Cristo (29/08/1953) § 11 [Sem tradução]

Se um homem nasceu do Espírito de Deus, ele não escuta arrazoamentos. Deus não pode ser arrazoado. Deus é crido. Nós não conhecemos Deus pela teologia. Não conhecemos Deus por meio de instrução. Nós não conhecemos Deus por arrazoamentos. Nós conhecemos Deus pela fé. Ela está além da razão. Você não pode arrazoá-la. Isso é o que torna tão real para nós crentes. Nós olhamos para o invisível. As coisas que nós não vemos, nós vemos - vemos a isso.

Vivendo na Luz Desta Hora

O irmão Branham disse que ele não estava preocupado em lançar fundamentos doutrinários teológicos para fundamentar o seu ensino, pois afinal de contas tudo era dependente de uma revelação dada por Deus ao crente. O que importava para o irmão Branham era viver este ensino e essa revelação que é a luz de Deus para este dia.

Cura Divina (19/12/1954) § 233 [Sem tradução]

Não há necessidade de eu estabelecer algo em torno de minha teologia; é eu viver naquela Luz que eu tenho, e esperar até - em Deus.

Portanto para o irmão Branham a sua teologia não consistia em simples ideias ou teorias, mas na vivência da prática cristã, pois a coroação de todo o conhecimento e revelação adquiridos está na demonstração do amor para com o próximo.

O Cristo Indesejado (11/09/1955) § 81 [Sem tradução]

Você sabe qual é a minha - a minha teologia? O amor redimido, quando você tem amor um pelo outro. Vê? Não importa o que essas outras coisas são, quantos dons nós conseguimos, ou quanto conseguimos disso ou quanto daquilo; se não temos amor um pelo outro, nós - estamos perdidos. Isso é tudo.

Então veja que para o irmão Branham sua teologia consistia em viver na Luz da revelação de Cristo para o seu dia, e que nada tem a ver com a compreensão de ideias e teorias na sua mente, mas em viver essa luz, ou antes, vê-la se refletindo através do nosso viver. É isso que fará o crente não pensar mais os seus próprios pensamentos.

Queríamos Ver a Jesus (26/02/1957) § 21 [Sem tradução]

Mas agora, enquanto Ele está aqui operando com a Sua Igreja na forma do Espírito... Então se o Seu Espírito está conosco, Ele agirá exatamente como Ele agiu quando Ele esteve aqui na terra. Isso fará você agir da mesma maneira, porque não é mais o teu espírito, é o Espírito Dele em você, o Espírito de Cristo em você. "As coisas que Eu... Aquele que crê em Mim (São João 14:12.), as obras que Eu faço, vós também as fareis". Vê? Nós faremos as mesmas obras, pensaremos os mesmos pensamentos, viveremos o mesmo tipo de vida. Se o Espírito de Deus está em você, isso faz você viver como Cristo, como Cristo. Então, você se torna uma epístola escrita, lida por todos os homens, Cristo em vós, refletindo Sua Luz por você, como Deus estava em Cristo reconciliando o mundo Consigo mesmo, e refletindo Deus pelo Seu próprio corpo. Ninguém jamais viu a Deus em tempo algum, mas o unigênito do Pai O declarou. Deus estava em Cristo. E o que era a atitude de Cristo, era a atitude de Deus, porque os dois trabalham juntos, o Espírito e a carne unidos juntos.

O Amor de Cristo em Nós

Portanto a teologia do irmão Branham nos convida não somente a recebermos a Cristo no campo das ideias, mas principalmente no coração, de forma que Cristo possa também viver em nós.

Adoção Nº. 4 (22/05/1960) § 34

A igreja tem que ser tão perfeitamente como Cristo, até que Cristo e a igreja possam se unir, o mesmo Espírito. E se o Espírito de Cristo estiver em vós, Ele faz você viver a vida de Cristo, agir a vida de Cristo, fazer as obras de Cristo. "Aquele que crê em Mim, as obras que Eu faço ele também as fará". Jesus disse assim.

Com isso, podemos entender que a teologia do irmão Branham não trabalhava apenas com a fé intelectual, mas com uma fé espiritual que se manifesta na forma de atitudes de uma mente que foi transformada e renovada. Uma teologia que promove apenas um acúmulo de informações e concepções mentais, mas nada de prático, é morta, pois como ele disse antes, podemos ter uma doutrina correta e ainda assim estarmos perdidos. A diferença da teologia do irmão Branham para as demais, é que ela nos mostra que a verdadeira revelação dos mistérios de Cristo só se tornam evidentes e úteis, quando vemos o próprio amor Cristo sendo manifestado em nossos corações.

Por Quê? (13/04/1961) § 119 [Sem tradução]

"Ainda que eu entenda todos os mistérios de Deus para que eu possa explicar toda a Bíblia, saiba tudo, minha teologia seja suprema, e não tiver o tipo de amor, eu não sou nada. Ainda que eu entregue todos os meus bens aos pobres, dê o meu corpo para que seja queimado como um sacrifício, uma fé para mover montanhas, ainda que eu possa fazer isso e não tiver amor, eu não sou nada. Onde houver línguas, elas cessarão. Onde houver profecias falharão. Onde houver o conhecimento desaparecerá, mas quando o amor vier, é puro e para sempre".

Não Tenhais Medo, Sou Eu (23/01/1961) § 38 [Sem tradução]

Eu tive uma outra ligação, de um grupo que disse: "Se você deixar o outro grupo se assentar na plataforma com você, nós não teremos nada a ver com isso". Isso está pior do que nunca. Qual é o problema? Partiram sem Ele. O amor de Deus em nosso coração nos constrange a alcançar cada denominação em todos os lugares. Quando chegar a um ponto em que você não pode ter um amor terno por cada ser humano, algo aconteceu com você. Deus te amou tanto quando você era um pecador, um estrangeiro, longe de Deus, um inimigo da comunidade de Deus. Ele amou tanto você que deu Sua vida por você, com certeza. Se você receber um espírito em você onde você seja melhor do que outra pessoa, então - então você é pior do que qualquer outro, que eu saiba. Não me interessa se você está sempre tão correto em sua teologia; seus motivos e objetivos estão errados. Eu prefiro estar - eu preferiria estar errado na minha - na minha teologia, do que estar errado em meu coração. Isso mesmo. O Espírito de Deus habita em seu coração.

A Teologia de William Branham Limpou o Nome de Jesus

A verdadeira teologia revela todas as obras más que a falsa teologia promoveu e que sujaram o bom Nome do Senhor Jesus, e durante os mais de trinta anos em que o irmão Branham esteve ministrando a sua teologia, ela não fez outra coisa senão limpar este Nome e colocar a Palavra de Deus de volta no seu lugar, e trazer para Cristo uma Igreja não adulterada.

Um Super Sinal (08/07/1962) § 141 [Sem tradução]

Há trinta e um anos atrás eu dediquei a minha vida, e morri, o velho William Branham, e me entreguei (um serviço) para respeitar e tirar a imundícia do Nome de Jesus Cristo e colocar a Palavra de Deus de volta na igreja. Estou há trinta e um anos no serviço. Deus, ajude-me a viver para ver o dia em que eu possa ver os corações dos cristãos batendo como um, amém, e a imundície das mulheres e dos homens, e - e das igrejas e seus credos e coisas, caírem, e uma verdadeira igreja não adulterada do Deus vivo permanecer na beleza de Cristo para recebê-Lo quando Ele vier.

A Teologia de William Branham Funciona Como Filtro

Se o irmão Branham disse que tentou limpar o nome do Senhor Jesus, isso significa que sua Mensagem também funciona como um filtro que remove toda a sujeira da teologia denominacional, e qualquer um que quiser manusear essa Palavra terá que passar por esse mesmo filtro e remover todo o pensamento que seja contrário a Ela. O filtro teológico que está sendo usando por alguns nessa Mensagem permitiu entrar escórias e sujeiras denominacionais que não deveriam ter entrado, tornando a Mensagem ineficaz e adulterada, mas o filtro da teologia de William Branham deixa a Palavra de Deus ser exatamente o que Ela é. Portanto se existe um filtro teológico falso, deve haver um verdadeiro em algum lugar que torna a mente do pensador limpa e idônea para manusear a Palavra de Deus.

O Filtro do Homem Que Pensa (22/08/1965) §§ 79, 99

Se existe um filtro teológico para o pensador teológico, e existe um filtro da igreja para o pensador da igreja, um filtro de cigarro para o pensador de cigarro, deve haver um verdadeiro filtro em algum lugar para o verdadeiro pensador. E Deus tem um Filtro, e essa é a Sua Palavra. (Lembrando mais uma vez que o significado de "teologia" é "a Palavra de Deus") É um separador, pois são as águas da separação pelo pecado. (...) Esta Palavra de Deus não deve ser manuseada por mãos sujas da incredulidade. Deve ser por um homem limpo. E se ele está limpo, ele teve que passar pelo Filtro de Deus.

É esse filtro teológico da Mensagem que vai dar a você a revelação correta da Palavra.

Uma Falsa Luz da Palavra

Porém mais uma vez enfatizamos que uma revelação correta de Cristo não se evidencia apenas em uma concepção mental correta acerca Dele, mas em uma vida que consiga experimentar o poder que se encontra nessa revelação. Como disse o irmão Branham, sua preocupação maior não estava em definir sua teologia com boas palavras, mas em simplesmente viver na luz que lhe foi dada. Viver essa luz e não somente explicá-La.

Mas o que temos visto hoje, são pessoas tentando viver para Cristo com uma outra luz. Nós já tratamos em outra ocasião acerca do problema de se tentar adorar a Deus com uma doutrina errada ou uma falsa luz da Palavra. O irmão Branham disse que esse tipo de adoração seria em vão. Qualquer luz teológica que for apresentada em substituição à Palavra, tirará a comunhão do crente com a mesma, e toda vez que alguém tentar buscar por algo que seja um pouco diferente da Palavra, o diabo mostrará estar por perto para dar a ele uma falsa luz da Palavra.

Deus Guarda a Sua Palavra Nº. 2 (07/03/1957)

O diabo está sempre presente para lhe dar o que você está procurando. Eva não estava satisfeita, no princípio, com a maravilhosa comunhão que ela e Adão tinham com Deus, mas ela teve que procurar uma nova luz. E o diabo viu o que ela buscava. E quando você tenta encontrar algo que seja um pouco fantástico, um pouco diferente da Palavra escrita, o diabo está bem ali presente para dar a você.

Vimos aqui o irmão Branham e Lee Vayle dizerem que você deve se afastar da teologia moderna, porque você jamais poderá conhecer a linguagem do profeta usando uma outra doutrina para procurar compreender ou mesmo explicar o que ele ensinava. Porém é exatamente isso que vemos muitos irmãos e ministros fazerem nessa Mensagem. Por mais estranho que possa parecer, aqueles que acusam o irmão Lee Vayle de ser teólogo ou de pregar teologia, são justamente os que têm feito isso em seus púlpitos, aceitando a influência da falsa teologia sabelianista e rejeitando a verdadeira Luz da Bíblia que o profeta nos restaurou.

A Festa das Trombetas (19/07/1964) § 315

Ó Pai, se há alguma pessoa aqui esta manhã, que - que tem somente tomado alguma superstição, alguma influência teológica, ou alguma palavra teológica que é contrária à Palavra de Deus! E eles não conhecem o verdadeiro Cristo, o verdadeiro Espírito Santo. Ela não esteja revelada a eles, a Palavra, ainda, como a Palavra deve ser neste dia. Eles somente vêem uma tradição. Eles estão vivendo em uma-uma Luz que está cegando. Como o maior roubo já feito no mundo, que foi na Inglaterra, foi feito por meio de uma falsa luz. E o maior roubo que Tua igreja já teve, foi quando eles tomaram uma luz denominacional e rejeitaram a genuína Luz da Bíblia, o Cristo.

Os Sinais Vindicavam a Sua Teologia

É verdade que uma falsa doutrina ou teologia até pode ser acompanhada por sinais a fim de parecer que é verdadeira, mas no final se mostrará ser enganosa. No entanto, o irmão Branham afirmava que os sinais que acompanhavam o seu ministério eram apenas para comprovar de que a sua teologia estava correta. Deus não levantou o seu profeta para pregar a sua própria mensagem, e todos os ministros que atuam dessa maneira não possuem uma vocação de Deus para isso.

Não Tenhais Medo (09/06/1960) § 71 [Sem tradução]

Você crê no Senhor Jesus? Tenha fé em Deus. Isto é tudo, irmão. Apenas creia agora. Nós somos estranhos um para o outro. Agora, isso deveria resolver a questão para todos vocês. Isso confirma que eu estou pregando a verdade? Como Deus me deixaria dizer algo errado e me levantar com minha própria mensagem? Essas coisas são apenas para indicar uma vindicação divina de que a minha teologia está certa. Isso está exatamente certo.

A teologia do irmão Branham estava certa e foi vindicada por Deus, não somente porque ela trouxe o mesmo evangelho de poder, como nos dias de Paulo, mas porque ela concedeu à Noiva uma ponte para conduzi-la à verdadeira revelação de Jesus Cristo.