Morte na Panela

17/08/2019

Morte na Panela

17 de agosto de 2019

Francisco Morato-SP

Diógenes Dornelles

2 Reis 4:38-40

Voltou Eliseu para Gilgal. Havia fome naquela terra, e, estando os discípulos dos profetas assentados diante dele, disse ao seu moço: Põe a panela grande ao lume e faze um cozinhado para os discípulos dos profetas. Então, saiu um ao campo a apanhar ervas e achou uma trepadeira silvestre; e, colhendo dela, encheu a sua capa de colocíntidas; voltou e cortou-as em pedaços, pondo-os na panela, visto que não as conheciam. Depois, deram de comer aos homens. Enquanto comiam do cozinhado, exclamaram: Morte na panela, ó homem de Deus! E não puderam comer. Porém ele disse: Trazei farinha. Ele a deitou na panela e disse: Tira de comer para o povo. E já não havia mal nenhum na panela.

Eliseu estava numa terra que passou por uma fome que durou ao menos sete anos. O local onde Eliseu se encontrava nessa ocasião chamava-se Gilgal, e no passado, Gilgal havia sido o primeiro acampamento que os israelitas fizeram após terem atravessado o Jordão, sob a liderança de Josué. Também foi em Gilgal que o profeta Samuel declarou a Saul a perda do seu reinado, após ter feito ofertas de sacrifícios no lugar do profeta de Deus, que estava por chegar.

O moço que misturou e preparou as colocíntidas como alimento para os discípulos dos profetas se chamava Geazi, que era discípulo de Eliseu. A colocíntida é uma planta nativa do deserto da Bacia do Mediterrâneo e da Ásia, que possui vários outros nomes como "maçã amarga", "pepino amargo", "cabaço do deserto", "vinha de Sodoma", ou "cabaça selvagem". É uma planta que não serve para o consumo humano, mas que pode ser utilizado na produção de certos remédios medicinais como pomadas, unguentos ou como laxante.

A ingestão pode causar irritação na mucosa intestinal, resultando em diarreia crônica com sangue, inflamação da bexiga, parada respiratória, situações de delírios, e até mesmo de colapso cerebral, e o consumo por mulheres grávidas pode causar inclusive o aborto. Ela pode levar à morte até mesmo se consumido por animais, e a intoxicação pode ser fatal em humanos com apenas 3 gramas de consumo dessa planta.

Um Tipo Perfeito dos Dias de Hoje

Sem saber de nada disso, Geazi foi preparar algum alimento para os discípulos dos profetas a pedido de Eliseu e, desconhecendo completamente aquela planta, serviu-a como alimento, ignorando que era morte que ele estava levando àqueles homens.

Isso é um tipo perfeito do que estamos vivendo exatamente em nossos dias. Há muitos homens que se dizem ministros ou discípulos do Elias desta era, o irmão Branham, afirmando estar levando o alimento para a Noiva em seu nome: "Eu estou aqui pregando a mensagem de William Branham que ele nos ordenou a estregar". Porém, ao invés de dar um alimento que esteja de acordo com a mensagem do sétimo anjo, estão servindo o povo com uma falsa doutrina unicista e tantos outros ismos, que o irmão Branham jamais pregou.

Muitos ministros estão pregando a doutrina denominacional unicista pensando seriamente que foi isso que o irmão Branham ensinou. Eles não têm a menor noção do que estão ensinando. Pensam, como Geazi, que isso é algum alimento, quando na verdade, é veneno denominacional. E da mesma maneira como Geazi, que não envenenou aqueles homens intencionalmente, muitos ministros da Mensagem estão ensinando errado, sem saber que isso é um erro, e sem ter essa intenção, pois eles realmente pensam que estão pregando a mensagem de William Branham. Geazi até possuía algum zelo, mas ele não tinha entendimento. Esse é o quadro perfeito dos nossos ministros da Mensagem de hoje. Gabam-se de serem discípulos de Elias, e por isso, se acham no direito de pregar o que quiserem, envenenando as pessoas sob os auspícios de William Branham.

Levando Para Longe de Cristo

Portanto hoje a morte na panela dentro da Mensagem, são doutrinas e ensinos errados sendo pregados por ministros em nome de William Branham, que ao invés de aproximar, estão afastando as pessoas de Cristo. Somente a Palavra original tipificada pela Farinha e o batismo com o Espírito Santo, é que pode remover a morte e trazer a Vida de Cristo sobre eles, pois muitos estão cozinhando algo sem saber o quão nocivo isso pode ser para suas almas.

Israel e a Igreja Nº. 4 (28/03/1953) §§ 137-140

E você sabe o que aquele pregador fez? Ele saiu e pegou um apanhado de cabaças, cabaças verdes de uma videira selvagem. Um rapaz, um sujeito que não sabia a diferença entre ervilhas e uma cabaça selvagem, é algum pregador, eu lhe digo. Ele os jogou na panela e começou a cozinhar isso. A primeira coisa que você sabe, todo mundo tem uma grande quantidade disso assim, e disseram: "Há morte na panela". Isso é o que importa hoje, há morte na panela! Alguns desses antigos seminários frios, formais e ímpios, tentando ensinar alguma teologia. Eles estão rasgando as pessoas, levando-as para longe de Cristo. Precisamos do batismo do Espírito Santo para dar vida. Aleluia! Ufa! Eu me sinto com o dobro do meu tamanho agora. Mas essa é a verdade, irmão, você está cozinhando alguma coisa. Isso mesmo, você está cozinhando alguma coisa, mas o que você está cozinhando? (No que você está crendo? O que você está confessando? O que você está comendo?) Essa é a próxima coisa. Um sujeito que não sabia a diferença entre cabaças e ervilhas verdes! Assim é como alguns deles são. (Estão pregando unicismo como se isso fosse a doutrina dos apóstolos, quando foi somente a partir do século três que pela primeira vez começou-se a pregar que Jesus era Deus, ou mesmo uma segunda pessoa Dele) Essa é a verdade. Sim senhor. Disseram: "Há morte na panela." O velho Elias (Eliseu) era um verdadeiro profeta. Ele disse: "Oh, não se preocupe com isso. Não fique todo agitado". Amém. Temos um sujeito aqui que tem uma porção dobrada. Aleluia! Ele havia passado pela terra de Canaã, voltado e recebido uma porção dobrada. Disse... Eles sabem o que fazer quando surgirem problemas. Disse: "Vá pegar para mim um punhado de farinha." Ele pegou a farinha e jogou na panela. Disse: "Agora comam tudo o que vocês quiserem. Está tudo bem agora". Por que a farinha? A farinha estava lá para o mover, para a oferta de farinha, a oferta movida perante o Senhor. E aquela farinha tinha que ser moída pela broca que moía cada grão igual. Aquela oferta de farinha era Cristo. Coloque Cristo em cada moedor, da mesma maneira. Jesus Cristo é o mesmo ontem, hoje e eternamente. Quando houver morte na panela, ponha Cristo ali. Aleluia. Ufa! Glória! Aleluia!

Hoje há morte espiritual em todos os grupos da Mensagem organizados pelo mundo, e é somente Cristo que pode fazer a diferença entre a vida e a morte, entre as doutrinas dos homens e a Revelação que foi dada para este tempo do fim.

A Mão do Senhor Veio Sobre Ele (03/04/1954) § 27 [Sem tradução]

Eles conseguiram isso hoje, cozinharam também, mas "há morte na panela", ele disse. Isso mesmo. "Morte na panela." Mas veja, na maravilhosa graça (Aqui está.), a graça de Deus, aconteceu de haver um verdadeiro profeta em pé, que disse: "Vá buscar um punhado de farinha." E ele pegou a farinha e jogou na panela e disse: "Agora há vida. Comam". O que fez a diferença entre a morte e a vida foi a farinha. Agora, alguns de vocês mestres sabem aqui que a farinha era da oferta de farinha; que a oferta de farinha era Cristo. As pequenas rebarbas tinham que ser ajustadas tão perfeitamente até que cada grão tivesse que ser moído da mesma maneira. Cada pequena porção daquela farinha tinha que ser igual. Então eles mergulharam um punhado de Jesus Cristo, o mesmo ontem, hoje e eternamente, e o lançaram na morte e se tornou vida. Vê? Moído igual, significa da morte para a vida, da doença para a saúde, Ele era o Curador na farinha. Amém. E Ele ainda é o Curador. Jogaram lá dentro e disseram: "Agora comam tudo o que vocês quiserem; está bem agora. Tem vida nisso". Oferta de farinha... lindamente.

Às vezes o que faz alguns se enganarem e se alimentarem de uma doutrina que envenena a alma, é o fato de ela ser muito parecida com a verdadeira, porém só quem conhece a verdadeira doutrina da Mensagem é que consegue discernir a diferença entre o falso e o verdadeiro. Realmente a Farinha de Cristo faz toda a diferença.

As Sete Eras da Igreja (12/05/1954) § 249 [Sem tradução]

Eles disseram: "Há morte na panela". Assim é como alguns desses seminários poderiam cozinhar também. Isso mesmo. Disseram: "Há morte na panela." Elias (Eliseu) disse: "Espere um minuto, nós cuidaremos disso". Ele pega um punhado de farinha e joga tudo para mudar as coisas. Farinha, a oferta de farinha, "Jesus Cristo é o mesmo ontem, hoje e eternamente", a mesma coisa, para a oferta de farinha, e isso fez a diferença.

A Morte Não Está nas Fitas, Mas no Que Está Sendo Feito Com Elas

Muitos estão lendo as mensagens do irmão Branham e tirando conclusões erradas, e é aí que está a morte na panela. A morte não está exatamente nas fitas que eles ouvem e nem na Mensagem, mas no que o homem está tentando fazer com elas, dado a sua própria interpretação particular do que elas dizem, colocando outras palavras na boca do irmão Branham. Então não é preciso tirar as fitas, mas apenas por Farinha nelas, ou seja, tirar o falso espírito que envenena o povo e deixar que o Espírito Santo fale e as explique.

Um Manto Usado (06/12/1956) §§ 25-27 [Sem tradução]

E quando eles começaram a comer, um deles reconheceu que estava ficando doente e disse: "Há morte na panela". Agora, o que Elias (Eliseu) fez? Eles foram até ele, aquele com a porção dobrada. Então eles foram até ele e queriam saber o que fazer. E ele nunca disse: "Livrem-se de tudo isso agora". Ele disse: "Não façam isso". (Deixe as fitas tocarem e leia as mensagens. Tudo isso está bem. Só o que é preciso tirar é a unção do homem sobre elas e deixar que o Espírito Santo mesmo fale por meio delas) Mas ele foi e pegou um punhado de farinha, jogou na mesma panela e disse: "Agora, coma tudo que você quer. Há vida nela". Agora, o que fez a diferença foi a farinha (...) E aquela farinha representava Cristo, o mesmo ontem, hoje e eternamente. E quando Ele é lançado à morte, sempre traz vida. O que precisamos é de Cristo na panela, onde temos o veneno cozinhado. É isso mesmo, todo o... Não precisamos nos livrar dos metodistas, batistas e pentecostais; (unicistas, dualistas e trinitários) nós só precisamos de um punhado, um coração cheio de Cristo entre eles, e todos esses outros programas e coisas antigas serão esclarecidos. (Quem tiver a verdadeira doutrina de Cristo em seus corações receberá o discernimento que vem do alto e saberá se livrar daquilo que é apenas a casca e ficar com o grão. Portanto, basta apenas um pouco de Farinha e todas as imperfeições desaparecerão.) E da morte se transformará em vida quando Cristo for colocado. Os seminários, as escolas, as denominações, tudo bem; mas eles precisam de Cristo neles. Os membros são pessoas boas; eles são seres humanos como você e eu somos, que gostam de comer e famílias amáveis ​​e de amor assim. Mas o que eles precisam é de Cristo em suas vidas.

Então a Farinha é Cristo, cuja Palavra faz a separação entre o certo e o errado. E a Palavra é algo que é dito aberta e claramente, de forma que não fique dúvidas. Quando a Farinha é colocada, as dúvidas desaparecem, e a morte perde o seu poder.

Um Manto Usado (25/11/1956) §§ 46-52 [Sem tradução]

O que precisamos hoje é de uma pregação do evangelho mais direta que separará o trigo do joio ou o certo do errado. Fazer o que é certo é "certo", e o que é errado é "errado". Todos esses sujeitos com sua experiência e tudo o que eles eram! Eles mandaram buscar algo para comer, e um deles pegou uma videira silvestre, juntou com algumas cabaças selvagens e cozinhou alguma morte em sua panela eclesiástica. E, a primeira coisa que você sabe, eles gritaram: "Há morte na panela!" Mas Elias, (Eliseu) com uma porção dobrada, sabia o que fazer, então colocou um punhado de farinha na panela. Disse: "Agora vá em frente e coma". Em outras palavras, eles... Hoje, um tipo, eu pensaria, de que temos muitos metodistas, batistas, presbiterianos, luteranos, pentecostais e tudo mais, todos misturados e um lutando contra o outro. E nós não precisamos expulsar a coisa toda e acabar com isso. (Não há nenhum problema com as fitas. A morte não está nelas, mas no que estão fazendo com elas. Os homens pegam as fitas para dizer: "Sou unicista com Cristo". Isso é morte na panela! Outros usam as fitas para criar um outro ministério aparte só para elas, em substituição ao quíntuplo. Isso é morte na panela! Mas não culpe as fitas. Culpe os homens com o falso espírito que as faz dizer o que elas não dizem. Traga a Farinha e as fitas deixarão de soar estranho, mas dirão exatamente o que a Bíblia diz) Precisamos de outro punhado de farinha. Mantenha a mesma igreja. (A leitura dos sermões do irmão Branham está tudo bem, apenas necessita-se do Espírito Santo para dar a verdadeira compreensão espiritual de todo o ensino. A morte está no que está sendo dito de errado.) A farinha era da casa da escola ali, que era a oferta de farinha que o povo tinha trazido, e as primícias da colheita que foi moída com um certo moedor que tornava cada grão de farinha igual. E então, quando... Esta farinha, sendo a mesma, foi um tipo de Cristo. Farinha é vida. E quando o tipo de Cristo, a Farinha, é moída da mesma forma, significando "Jesus Cristo é o mesmo ontem, hoje e eternamente". E a farinha na oferta de farinha, e quando eles colocaram esta farinha lá, colocando Cristo na morte, trouxe Vida. É isso que faz a diferença em nossa forma morta, em nossas diferenças, em nossos argumentos eclesiásticos e tudo mais. Se pudéssemos trazer Cristo para dentro, isso mudaria a morte e a separação para a Vida, se nós simplesmente fizéssemos isso. Há dezenove milhões de batistas na América. Há treze milhões de metodistas na América. Há onze milhões de luteranos na América. E dez milhões de presbiterianos na América. E só Deus sabe quantos católicos, que superam qualquer das denominações. Mas, em tudo isso, o que precisamos? De um punhado de farinha. Precisamos trazer a Vida para a igreja. E Cristo é a Vida. Ele veio para nos trazer a Vida.

Então a única maneira de se tirar a morte na panela não é tirar as fitas, mas trazer a Bíblia de volta ao Seu lugar para fazer brilhar a Vida que está nelas.

Muitos Rejeitam a Farinha Para a Sua Perdição

Então veja que a única maneira de se remover o ismos de dentro da Mensagem, que são morte para a alma, é deixar que a Farinha de Elias, que é a doutrina de Cristo, limpe e remova todo o veneno, mas muitos nesta Mensagem já se envenenaram a tal ponto que chamam a própria doutrina da Mensagem de "heresia", e deste modo, rejeitam a Farinha, que é Cristo, por amor às suas panelas teológicas.

O Tempo de Colheita (12/12/1964) §§ 326-327

Elias tinha alguma farinha. Aquela farinha era Cristo, a oferta de farinha, tudo moído igual. Cada rebarba tinha que ser o mesmo para moer. E ele jogou aquilo ali, e curou a doença deles, ou a morte deles na panela. Mas hoje eles têm a morte na panela, e eles não querem a Farinha de Elias, Cristo, o Pão, a Palavra. "Não senhor! Isso é heresia!". (É assim que eu ouço dizer que ministros de algumas partes do país estão chamando a doutrina da Mensagem) Eles não A terão. Vá em frente e coma, e você morrerá tão certo quanto o mundo. Há veneno na panela. Eles não aceitam esta Farinha (não, senhor) em suas panelas teológicas. Eles simplesmente não farão isso. Agora eles vão te tirar disso, eles não querem nada com isso.

Os que rechaçam a Farinha tentarão lhe convencer que não estão envenenados com a morte que há em suas panelas, mas que pelo contrário, são os demais que estariam morrendo por ficarem de fora dos seus avivamentos. Eles trocaram a Farinha de Elias pelos dogmas e tradições dos homens

A Morte na Panela é Uma Palavra Híbrida

Como dissemos, o cozido envenenado dentro da Mensagem é a união do que as fitas dizem com o acréscimo de doutrinas humanas. Quando se tira ou acrescenta algo ao que as fitas ensinam, então o que temos é morte na panela, pois trata-se de um alimento híbrido.

O Único Lugar de Adoração Provido por Deus (28/11/1965) §§ 190-194

Note novamente. Agora, nisto-nisto, quando Elias apareceu e olhou para eles, e viram que eram cabaças venenosas que matariam todos eles, disseram: "Ai, temos morte na panela!" Ele disse: "Trazei-me um punhado de farinha." E jogou farinha nela, e disse: "Agora está bem, comei o que quiserdes." Ela transformou morte em vida. E a oferta de farinha que foi dada a... Cristo, Ele foi a oferta de Farinha, e a oferta de farinha tinha de ser moída com certa mó que fazia cada bocadinho de farinha igual, mostra que Ele é o mesmo ontem, e hoje e eternamente. Ele é a mesma coisa para se colocar em sua denominação e ela viverá, a Palavra! Cristo é a Palavra, todos os tipos de tudo: o tabernáculo, os-os-os pães da proposição, tudo mais. O kosher partido embaixo da chapa era o Seu corpo partido, que os judeus ainda não conseguem explicar por que fazem isto. Está vendo? E todas estas outras coisas O tipificavam. Agora, então, com Ele em vista, vemos agora todas as denominações e credos deixados para trás; porque Ele é a pura, imutável Palavra de Deus, a qual é o pão asmo, São João 1. Isso mesmo, Ele é o Pão asmo. Assim se você acrescenta isto, ou acrescenta aquilo, é um fermento acrescentado Àquilo que já lhe foi dado originalmente. Olhe aqui. O que está matando a raça hoje? Tomam e hibridam coisas. E quando se hibrida, se mata. "Oh, parece mais bonito." Certamente! Milho híbrido: flocos de milho, todos os outros alimentos que procedem do milho. Milho híbrido: grandes, volumosos, bonitos talos longos, e grandes espigas, parece duas vezes melhor que o outro. Mas é morte! Até mesmo a ciência constatou isso. Está vendo? Não o cruze, ele o matará.

O Veneno do Falso Avivamento

A morte na panela é causada por falsas doutrinas que são inspiradas por um espírito que fazem as pessoas agirem como religiosas. Elas pensam que estão em algum tipo de avivamento, quando só o que eles têm são suas reuniões de igreja, com os programas ditados do homem. Eles estão envenenados pelo diabo.

Só Uma Vez Mais, Senhor (20/01/1963) § 108

Deus pode fazer algo diferente por alguém, e, "Oh, bem, isso apenas aconteceu." Veja, o diabo apenas tem sua mente tão envenenada com as coisas, até que eles não saibam onde estão em si mesmos. Sente-se firme! Oh, eles podem bater palmas e gritar "amém", dançar no Espírito. Isso não significa nada. Eu vi os pagãos fazerem isso. Isso mesmo. Tendo grandes reuniões, oh, você diz: "Nós ainda temos avivamento, irmão Branham." Uh-huh, que tipo de avivamento? Você tem encontros na igreja.

O irmão Branham disse que essas pessoas são ungidas por um espírito que ele chamava de "espírito de igreja". Eles estão tão mortos pelo veneno que comem que até pensam que são nascidos de novo, mas basta rechaçarem a Farinha de Elias na sua pureza que eles demonstram que seu avivamento é falso.

Necessário Vos é Nascer de Novo (31/12/1961) § 116

As pessoas de hoje tomam todos os tipos de espíritos. Eles sobem e tomam um espírito de igreja, e eles até mesmo tomam espíritos que se chamam de "espíritos de Deus, nascidos de novo", e negam que a Palavra de Deus seja verdadeira.

Eles negam a Farinha e por isso permanecem mortos em suas panelas teológicas. E o seu envenenamento chega ao ponto em que cada um se divide em grupos que se rivalizam um contra o outro com seus falsos avivamentos, e ainda assim se dizem ser cristãos.

Só Uma Vez Mais, Senhor (20/01/1963) § 135

A igreja pentecostal, o Conselho Geral, as Assembleias de Deus, a igreja de Deus, todo o restante de vocês, estão dispostos a pagar o preço? Vocês estão dispostos a dizer: "Só uma vez mais, Senhor! Aqui estou eu. Eu não tive a audácia, o espírito cristão de apertar a mão do meu irmão da unicidade ou do meu irmão trinitário. Eu não tive a audácia de fazer isso. Eu não tive a graça de fazê-lo, quando vejo que isso chegou a mim, dividido em organizações e desassociação, com uma congregação tão envenenada que mal se falam na rua, quando somos moldados em um barro, pelo Espírito Santo"?

Então veja que o cozido envenenado com que muitos vem se alimentando determinará o seu destino eterno. Seus sentidos estão entorpecidos a tal ponto que preferem, sem restrições, permitir-se envenenar, tornando-se membro de um sistema de homens e aceitando o que a interpretação denominacional diz, quando um verdadeiro cristão somente daria ouvidos ao que a Palavra diz.

Quem Dizeis Ser Este? (27/12/1964) §§ 98-101

Agora nós vamos ferir, só por um minuto. Elas fazem isto acerca de seu destino eterno. Um homem que vá até aqui a um... se isto... para comer. E se você encontrasse uma aranha em sua tigela de sopa, você ia querer processar essa companhia ou esse restaurante. Ora, você não comeria essa sopa, ela estaria envenenada. Você-você-você-você não a tomaria de modo algum, uma grande barata ou algo cozido em uma tigela de sopa. Ora, você não a tomaria de modo algum. Você ficaria doente em pensar nisso. Contudo, você deixará algum bando de teólogos empurrar-lhe algo garganta abaixo que o enviará a um milhão de milhas de Deus, e o engole. Quando: "O homem viverá de toda a Palavra que sai da boca de Deus." É uma corrente com a qual sua alma está pendurada sobre o inferno. E como disse antes: "O melhor de uma corrente está no seu ponto mais fraco." Se um elo se quebrar... tudo que se tem de fazer é quebrar um deles; é só isso. O restante deles se solta com isto. É somente tão forte quanto seu elo mais fraco. Agora... E uma pessoa que sabe que se comesse essa sopa com uma aranha venenosa nela, isto provavelmente a faria adoecer... Você teria de ir para o hospital, e-e ter uma lavagem estomacal e um monte de problemas pelos quais passar. E isto na realidade poderia matá-lo. Mas, que coisa! Você... Ora, você nunca passaria por perto de um lugar como esse. Você nunca ia querer pôr o pé na porta novamente, porque você-você-você teria medo de ser envenenado e morrer. E então você, sem restrições, se tornará membro, colocará seu nome em livros, e lutará pela própria causa da coisa que a Bíblia diz: "Isto não está arruinando seu corpo, mas enviando sua alma para o inferno." Está vendo? De que modo estranho as pessoas agem. Elas-elas têm-elas tomam seu destino eterno, baseiam isto em algum termo teológico. E pode-se trazer-lhes a Escritura, dizer: "Isto é o que a Bíblia diz. Aqui está, bem aqui." E o teólogo olha para Isto: "Bem, isso foi para outro dia." Estão vendo? E vocês dão ouvidos a ele. Vejam o que Deus diz. Um real, verdadeiro cristão somente dá ouvidos a essa Palavra, e isso é tudo. O homem de Deus vive por esse Pão. Observem, alguns-alguns creem na Palavra. Enquanto há outros que creem em sua interpretação denominacional. E há outros, por meio desta confusão, que não sabem em que crer.

Se o Trigo Não Morrer Não Pode Haver Fruto

O irmão Branham disse que o pior inimigo que ele possuía era ele mesmo; então muitas vezes não é exatamente com o diabo que devemos nos preocupar, mas com as nossas próprias fraquezas das quais o diabo tira proveito a fim de lançá-las contra nós mesmos. Às vezes o que nos envenena são nossas próprias atitudes e opiniões acerca da Palavra que não refletem perfeitamente o que Ela diz. Se simplesmente esquecêssemos tudo de errado que aprendemos e tirássemos aquelas coisas que nos atrapalham, Cristo Se revelaria de maneira mais cristalina para nós de forma que nossas vidas pudessem refleti-Lo. É a morte na panela sendo neutralizada pela Farinha.

Moisés (10/01/1950) § 16 [Sem tradução]

Você precisa esquecer tudo o que já conheceu em seu próprio conhecimento para conhecer a Cristo. (Esqueça o unicismo, dualismo e trinitarianismo. Isso é morte na panela) Bem, simplesmente aproxime-se como uma criança e aceite-O. Isso é tudo. É assim que você aceita a Deus. E seja o mais simples que você puder ser, o mais humilde e se afaste de si mesmo, de suas próprias ideias, e simplesmente aceite a Palavra de Deus pelo que Ela vale e creia Nela. E é pela fé que essas coisas são feitas, não pelo o que você pode decifrar. Você nunca será capaz. Nunca houve um homem no mundo, nenhum santo, nem ninguém que alguma vez decifrasse Deus. Você não pode. Então, não pense que você pode fazer algo que eles não podem fazer, porque eles... não pode ser. Isso mesmo. Apenas creia Nele. Isso é o que Ele quer que você faça, e não tente decifrá-Lo.

Cristo foi como um Grão de Trigo que precisou morrer para que então pudesse viver, e para recebermos a Farinha, que é a Sua Palavra, temos que da mesma maneira morrermos para nós mesmos a fim de que possamos reviver com Ele.

Deus Guarda a Sua Palavra (15/01/1957) § 70

Segure um grão de trigo encarecidamente em sua mão; você nunca conseguirá tirar um tufo de trigo até que você o coloque no chão e apodreça e traga outra vida. E a menos que você morra para si mesmo, e para suas próprias ideias, e suas próprias teologias, e simplesmente repouse em Cristo, e seja batizado no Espírito Santo, e ressuscite com a Palavra em seu coração... E se alguma coisa parecer vir até você, contrário à Palavra, não acredite. Isso mesmo. Não importa como isso lhe parece.

E Tua Descendência Possuirá a Porta dos Teus Inimigos (13/02/1961) § 23

Mas é isso que somos. Como, nós - nós somos agora um - um trigo, um grão de trigo no celeiro de Deus, quando éramos um carrapicho. E Deus nos mudou de um carrapicho para um grão de trigo. Isso torna os frutos diferentes, mudando a sua própria mente, suas próprias ideias. É o maior milagre que já aconteceu, quando um homem ou uma mulher é nascido de novo do Espírito de Deus e se torna uma nova criação em Cristo Jesus.

Jesus Cristo é o Mesmo Ontem, Hoje e Eternamente (04/06/1963) § 112

Você tem que se humilhar, conhecer a Deus. Você precisa se livrar das suas próprias ideias e abrir o seu coração e vida para Ele, então Ele Se dará a conhecer.

Então veja que a Farinha precisa matar o veneno que pode estar em nós, fazendo-nos morrer para os nossos próprios pensamentos e ideias, de modo que Sua Palavra possa operar em nós.

Necessário Vos é Nascer de Novo (31/12/1961) § 107

Se você é nascido de Deus, você está lavado nas águas da Palavra, separado das coisas do mundo, e crê em Deus. Você está morto. Você está morto para o seu próprio pensamento, morto para as suas próprias ideias, morto para tudo mais, exceto para a Palavra de Deus; e Ele vive em você, operando através de você, provando que é a Palavra de Deus. Você diz: "Eu estou morto para o mundo... eu estou morto para o mundo, irmão Branham". E nega a Palavra de Deus?

Diga o Que as Fitas Dizem

Uma pessoa assim está envenenada e está tendo delírios em decorrência disso. Mas alguém que morreu para a sua própria teologia, dirá exatamente o que as fitas dizem, sem inserir as suas próprias ideias, pois isso seria morte na panela.

A Influência de Um Homem Sobre o Outro (13/10/1962) § 72

Faça tudo que você puder pelo Reino; porém jamais insira as suas próprias ideias; (Isso seria morte na panela) apenas diga o que a Mensagem diz e continue adiante.

Tentando Fazer Um Serviço Para Deus Sem Ser da Vontade de Deus (18/07/1965) § 187

Então eu digo no Nome de Jesus Cristo! Não acrescente nada. Não pegue, coloque suas próprias ideias nisso. (Isso irá te envenenar) Simplesmente diga o que está dito nessas fitas. Apenas faça exatamente o que o Senhor Deus ordenou a fazer. Não adicione a Isso.

Nota: A observação "[Sem tradução]" que colocamos ao lado de cada parágrafo, refere-se aos sermões do irmão Branham usados neste estudo, e que até o momento em que foi preparado, ainda não havia sido encontrada nenhuma tradução para o português.