O Profeta Semelhante a Moisés de Deuteronômio 18

24/08/2017

O Profeta de Deuteronômio 18

24 de agosto de 2017

Diógenes Dornelles

Deuteronômio 18:15-18

O Senhor teu Deus te levantará um profeta do meio de ti, de teus irmãos, como eu; a ele ouvireis; conforme a tudo o que pediste ao Senhor teu Deus em Horebe, no dia da assembléia, dizendo: Não ouvirei mais a voz do Senhor teu Deus, nem mais verei este grande fogo, para que não morra. Então o Senhor me disse: Falaram bem naquilo que disseram. Eis lhes suscitarei um profeta do meio de seus irmãos, como tu, e porei as Minhas Palavras na sua boca, e ele lhes falará tudo o que Eu lhe ordenar.

Embora para a maioria dos cristãos não exista a menor dificuldade de entender de que essa passagem das Escrituras se trata de uma profecia messiânica, mesmo assim, parece que alguns irmãos da Mensagem não estão conseguindo enxergar dessa maneira. Isso porque como o irmão Branham, além de ser visto como um profeta com o mesmo ministério de Elias, também foi comparado a Moisés, e como em Deuteronômio é dito que viria um profeta semelhante a ele, então alguns na Mensagem estão dizendo que naquela Escritura Moisés estaria se referindo ao mensageiro da igreja gentílica ou do profeta de Malaquias 4.

William Branham Foi Um Moisés Para a Igreja

Nós entendemos que de uma certa maneira o irmão Branham foi como uma espécie de Moisés para a Igreja de Cristo, e Deus tratou de mostrar isso até mesmo para alguns irmãos, como foi o caso do irmão Roy Roberson que disse o seguinte em seu testemunho:

Naquele verão, depois que o irmão Branham partiu para Jeffersonville, fiquei com muitas saudades de casa. E foi durante esta época que eu tive um sonho, ou deveria dizer 'visão', porque isso é como o irmão Branham o chamou.Em minha visão, eu estava parado próximo à casa do irmão Branham em Tucson, para a qual ele não havia se mudado ainda, nas Montanhas Catalina. Exatamente na minha frente estava um profundo cânion na montanha, e eu vi o irmão Branham parado no centro daquele cânion. Parecia que eu estava cerca de trezentas ou quatrocentas jardas abaixo da montanha, e havia dois irmãos comigo, o irmão Welch Evans e o irmão Fred Sothman. Havia uma nuvem âmbar subindo e descendo sobre o irmão Branham.Então eu ouvi uma Voz que soava como se estivesse vindo de um alto-falante na nuvem, e ela disse: "Este é Meu profeta, e como Moisés guiou os filhos de Israel, assim este Meu profeta guiará esta geração". (...)

Uma vez o irmão Branham me perguntou: "Irmão Roberson, você realmente sabe quem foi Moisés?".Quando ele colocou isso daquela maneira, eu tive que dizer: "Não, eu não sei".Ele disse: "Ele era Deus para aqueles filhos de Israel, e ele podia chamar à existência pulgas e todos os tipos de coisas como esquilos".E quando ele disse "esquilos", então eu soube que ele era o nosso Moisés. Ele foi Deus para as pessoas desta geração, o mesmo como Moisés foi para os filhos de Israel.

Então por causa disso, nós temos irmãos lendo Deuteronômio 18 e dizendo que aquele profeta semelhante a Moisés que estaria por vir seria na verdade William Branham.

O Filho do Homem Foi Jesus Cristo

Mas na verdade, a promessa desse profeta semelhante a Moisés não era outro senão da vinda do Filho Homem, que foi o Senhor Jesus Cristo quando veio em carne humana para os filhos de Israel, segundo a tribo de Judá, pois Moisés disse que esse profeta seria um de seus irmãos judeus, portanto não estava falando de um profeta gentio.

Os judeus estavam à espera da vinda desse profeta, porém os líderes religiosos não reconheciam Jesus como sendo esse profeta.

João 1:25

E perguntaram-Lhe, e disseram-Lhe: Por que batizas, pois, se Tu não és o Cristo, nem Elias, nem o profeta?

Eles poderiam até aceitar que Jesus fosse um profeta, porém não "O" Profeta. Este Profeta que eles estavam se referindo era o de Deuteronômio 18 e que Moisés disse que viria. Eles não reconheciam Jesus como sendo aquele Profeta. Porém quando Cristo apareceu a Filipe, este disse o seguinte a Natanael:

João 1:45

Filipe achou Natanael, e disse-lhe: Havemos achado aquele de Quem Moisés escreveu na lei, e os profetas: Jesus de Nazaré, filho de José.

Filipe reconheceu que Jesus era "O Profeta". A igreja organizada daquele dia não conseguiu ver o dia da visitação do Filho do Homem, mas a igreja eleita de Deus conseguiu. Então conforme as palavras de Filipe no Evangelho de João, associando o ministério de Jesus com o Profeta vaticinado por Moisés, podemos concluir que para a igreja, essa Escritura já foi definitivamente cumprida.

No dia de Pentecostes, o apóstolo Pedro também fez menção das palavras de Moisés apontando para o seu comprimento em Jesus Cristo, o crucificado.

Atos 3:20-22

E envie Ele a Jesus Cristo, que já dantes vos foi pregado. O qual convém que o céu contenha até aos tempos da restauração de tudo, dos quais Deus falou pela boca de todos os Seus santos profetas, desde o princípio. Porque Moisés disse aos pais: O Senhor vosso Deus levantará de entre vossos irmãos um profeta semelhante a mim; a Ele ouvireis em tudo quanto vos disser.

Nós sabemos que Jesus era o Filho do Homem, ou seja, Ele veio como o Profeta de Deus. Ele não era um filho do homem.

Perguntas e Respostas Nº. 2 (23/08/1964) Nº. 2 § 101

Alguns dizem que o irmão Branham é o filho do homem. Eu pensei que a Coluna de Fogo era o Filho do homem. Estou enganado?

Bem, essa é uma boa pergunta, muito boa. Mas eu não sou o Filho do homem, mas um filho do homem. Há uma grande diferença. Jesus Cristo era o Filho do homem, (Em outras palavras, Jesus é o profeta semelhante a Moisés de Deuteronômio 18) o Filho de Deus, o Filho do homem, o Filho de Davi.

O irmão Branham disse que ele não era esse Filho do homem e muito menos este profeta de Deuteronômio 18, mas apenas um filho do homem.

Um Julgamento (27/04/1964) §§ 217-218

Você sabe o que "Filho do homem" significa? Olhe em Ezequiel, capítulo 2, e você encontrará, Ezequiel 2:1. Jeová Ele próprio chamou Ezequiel, o profeta, "filho do homem." Ele chamou todos os profetas de "filho do homem." E por que então Jesus chamou a Si próprio de Filho do homem? Porque Ele teve de vir da maneira que os profetas disseram que Ele viria. Moisés, em Deuteronômio 18:15, disse: "O Senhor, vosso Deus, despertará um profeta como eu." E Ele veio para Se revelar à semente natural de Abraão, como Filho do homem. E eles chamaram Isto de a obra de um diabo.

Portanto o irmão Branham não pensava diferente acerca daquela Escritura, e o que pretendemos mostrar aqui é algumas declarações que ele fez sobre Deuteronômio 18, onde você irá verificar que a alusão que ele fazia àquele profeta não era ao de Malaquias 4, mas à Pessoa de Jesus Cristo, o Filho de Deus, somente, e não a um outro profeta ou muito menos a ele mesmo, como sendo aquele Filho do Homem que deveria vir para cumpri-la.

O Profeta Semelhante a Moisés Seria o Messias

O irmão Branham entendia que o profeta semelhante a Moises seria o Messias, e que Jesus provou ser o Messias de Deuteronômio 18 quando mostrou o Seu sinal messiânico que foi o discernimento dos corações.

Mostra-nos o Pai e Nos Bastará (31/07/1960) § 80 [Sem tradução]

Ele teria que fazer algo como Ele fez quando Ele esteve aqui na Terra (É isso mesmo?), fazer algo para fazer você saber. Então, qual foi o sinal que encontramos na noite passada, que Ele fez com que as pessoas soubessem que Ele era o Messias? Como Ele fez isso? Ele lhes deu um sinal do Messias para mostrar que Ele era o Profeta de que Moisés falou: Ele conhecia o segredo de seus corações. Quantos sabem disso? Quantas testemunhas dizem que a Bíblia diz: "Que o Senhor, teu Deus, levantará um Profeta como eu". E Jesus percebeu os seus pensamentos, conhecia os segredos dos seus corações e falava com eles. E nisso, Ele Se manifestou como o Filho de Deus.

A Revelação de Jesus Cristo (04/12/1960) §§ 198-200

O que Ele foi na terra? Profeta. Como o povo soube que Ele era profeta? Ele fez o sinal do Messias, que foi profeta. Oh, bendito seja o Nome do Senhor! Como eles falharam em vê-Lo? Porque estavam buscando alguma outra coisa. E Ele fez o sinal do Messias, e eles não deram ouvidos a isto. Ele foi profeta. Moisés disse: "O Senhor, teu Deus, despertará um profeta como eu. Será, porém, que se não derem ouvidos a este Profeta, eles serão extirpados do meio do povo." Ele foi um profeta na terra, agora, porque Ele foi o quê? "A fiel testemunha da Palavra de Deus." Amém. Ele foi a Palavra de Deus manifestada.

Deus Ocultando-Se em Simplicidade e Depois Revelando-Se na Mesma (17/03/1963) § 255

Desde o Éden, foi profetizado que viria um Messias. Foi predito que tipo de pessoa Ele seria. Poderíamos demorar bastante. Vocês conhecem a Bíblia, o que Ele seria, que tipo de pessoa Ele seria. Moisés disse: "O Senhor, teu Deus, despertará um Profeta como eu." Eles sabiam que era para aquele Messias ser Profeta, o tipo de ministério que Ele traria Consigo. Todos os profetas falaram do que Ele faria. Eles falaram disto em símbolos. E isto passou bem por cima da cabeça deles, e bem por baixo dos demais. Está vendo? Está vendo? Foi por baixo de um, e por cima do outro. Está vendo?

Investimentos (03/08/1963) § 169 [Sem tradução]

Ele disse: "Mas eu quero que você se lembre de que, este Messias, ele terá uma marca de identificação sobre Ele, e Ele será um Profeta. Agora, nós somos hebreus, e o Senhor Deus nos disse que nós... Ele nos enviou os profetas porque a Palavra do Senhor vem somente ao profeta. Isso mesmo. E Ele disse: 'Se houver um entre vocês, que seja espiritual ou um profeta, Eu o Senhor falarei a ele. E o que Ele diz, se vier a suceder, então ouça-o. Mas, se não acontecer, não o ouça, não tenha medo desse homem. Mas tenha medo dele se você... se vier a suceder o que ele disse'. E Moisés disse: 'O Senhor, teu Deus, levantará um profeta como eu, e a Ele ouvirá'. Agora, este Messias será um Profeta. Lembre-se, não um educador, nem um sacerdote, nem um clérigo, mas Ele será um Profeta".

Senhores, Queríamos Ver a Jesus (24/07/1962) § 58 [Sem tradução]

Agora, em Deuteronômio capítulo 18, Moisés, que deu a lei à Israel, disse - falou sobre o fim dos tempos. E ele disse: "O Senhor, vosso Deus, levantará entre vossos irmãos, um profeta como eu. Acontecerá que todo aquele que não ouvir aquele profeta será cortado do povo". Agora, isso... Então nós sabemos que ele estava falando do Messias...

Então se Moisés estava se referindo ao Messias, não poderia estar tratando do profeta de Malaquias 4, porque esse não seria o Messias, e o irmão Branham disse que ele não era o Messias.

A Aliança de Abraão Confirmada (18/03/1961) § 70 [Sem tradução]

Agora, eu não sou o Messias. Você sabe disso. Oh, que coisa... Eu sou um pecador salvo pela graça. Eu sou um homem. Mas o Messias opera nos seres humanos.

Então veja que Moisés disse que esse futuro profeta se assemelhava a ele porque Moisés estava com a sua vida e ministério tipificando o Messias.

O Que Farei Com Jesus Chamado Cristo? (24/11/41963) § 45

E então, o Messias estava para entrar em cena. E quando Cristo entrou em cena, Ele tinha que responder àquelas Palavras de Deus que eram para serem cumpridas, que o profeta falou, as quais Ele cumpriria. Moisés disse: "Ele será um - Ele será um profeta parecido comigo". E se você tivesse - nós tivéssemos tempo para tipificar isto de volta e mostrar exatamente como que naquela época tremenda, quando Israel era mantido cativo pelo Egito, de como que Moisés teve um nascimento ímpar, um filho peculiar, e como que ele - ele veio e foi educado, e de como que ele foi ocultado nos juncos; e como que ele se tornou um líder, foi para as montanhas, e recebeu a lei e retornou, e era não somente um líder, mas ele foi um sacerdote, e um rei, e um governador. Todas estas coisas; e como ele tipificava Cristo exatamente. E Moisés disse: "O Senhor teu Deus suscitará um profeta semelhante a mim". Vê?´

Então a Escritura de Deuteronômio foi apenas mais uma entre muitas que vindicaram o ministério de Jesus como Profeta, o Filho do Homem.

Deus é o Seu Próprio Intérprete (05/02/1964) § 87

Jesus disse: "Sou Eu que falo contigo." Isso não precisava de nenhuma interpretação. Ele tinha feito o milagre e tinha testificado que Ele era aquele Messias, amém, e deu testemunho exatamente do que Deus tinha prometido ("O Senhor teu Deus levantará um Profeta semelhante a mim," disse Moisés). O que foi isso? Uma vindicação da Escritura!

Deuteronômio 18 Não é Para as Eras da Igreja

Observe que segundo o irmão Branham, a promessa do profeta de Deuteronômio 18 não era para ser cumprida nos dia da sétima era da igreja, mas nos dias de Cristo.

Queríamos Ver a Jesus (04/03/1964) §§ 76-77

Agora olhe em Deuteronômio o capítulo 18, do versículo 15 ao versículo 20, Moisés. Deus disse a Moisés isso. E Moisés falou ao povo: "O Senhor, vosso Deus, suscitará um Profeta parecido comigo. Isso acontecerá, aquele que não O ouvir, será cortado dentre o povo". Deus nunca muda o Seu plano. Agora, esses gregos procuravam um Profeta. Agora, eles não tiveram um profeta por quatrocentos anos, desde Malaquias. Mas os gregos sabiam que aquela Palavra prometida para aquele dia deveria ser um Profeta: "O Senhor, vosso Deus, levantará um Profeta como eu".

Então veja que para o irmão Branham Moisés não estava profetizando um profeta semelhante a ele para as eras gentílicas, mas para a era em que o Filho de Deus viria à terra.

Cristo é Identificado o Mesmo em Todas as Gerações (15/04/1964) § 144

Agora, quando encontramos Jesus entrando em - em cena, Ele foi rejeitado, todavia, Ele foi a Palavra prometida. Agora, em Deuteronômio 18:15, Moisés disse: "O Senhor, vosso Deus, despertará um Profeta como eu. E acontecerá que qualquer que não ouvir a este Profeta, será extirpado do meio do povo". Agora ali estava Ele, exatamente o Profeta para aquela era, e os mestres daquele dia não viram isto. Eles finalmente O entregaram à morte. Está vendo? E Ele fez exatamente.

O irmão Branham nunca disse que em Deuteronômio 18 Moisés estava profetizando um profeta para a Igreja gentílica, mas a vinda de Cristo para Israel.

Deus Se Identificando Pelas Suas Características (20/03/1964) §§ 77-79 [Sem tradução]

Eles disseram: "Ora, somos discípulos de Moisés". Vê? Ele disse: "Se fosseis discípulos de Moisés, vós Me conheceríeis. Ele escreveu sobre Mim. Moisés disse: 'O Senhor, vosso Deus, suscitará um profeta como eu'. (Para o irmão Branham é como se Jesus tivesse dito: "Eu sou o profeta semelhante a Moisés que ele mesmo disse que viria") Vós Me reconheceríeis se conhecêsseis Moisés". E, veja, a Palavra sempre corrige o erro do dia. Mas as pessoas não gostam de crer. Elas simplesmente ficam presas, exatamente o mesmo.

Um Paradoxo (17/01/1965) § 125 [Sem tradução]

E então outra coisa importante, ao encerrar, para provar que Ele era o Messias. Para provar o que Ele era, Ele teve que entrar em ordem e responder à Palavra. E a Palavra disse, quando falou com o profeta. "O Senhor, vosso Deus, suscitará um profeta como eu".

Embora o irmão Branham dissesse que as Escrituras possuem um duplo sentido, ainda não o vimos usar essa mesma Escritura para estabelecer o seu cumprimento literal em seu próprio ministério.

O irmão Lee Vayle também disse que Jesus veio com o cumprimento real de Deuteronômio 18.

A Presença (7/02/1999) §§ 76-77

Jesus citando Deuteronômio 18: "Moisés falou de Mim". Você não pode falar para um homem morto e receber uma resposta. Eles estão mortos... Jesus veio com a verdade real de Deuteronômio 18, e eles O mataram.

E para concluir esse pensamento a fim de deixá-lo completo, embora nós afirmássemos aqui que o Profeta literal de Deuteronômio 18 tenha sido Jesus Cristo, não podemos ignorar o fato de que essa Escritura mostra um padrão de atuação de Deus para com o Seu povo, pois uma vez que Israel pediu que Deus falasse com eles não diretamente, mas por intermédio de Moisés, assim Deus tem feito desde então. Doravante, toda vez que Deus desejasse falar com o Seu povo Ele sempre usaria profetas, e seria morte não ouvi-los, pois as Palavras que estariam sendo rejeitadas eram do próprio Deus que os enviou. Nestes termos, Deuteronômio 18 se aplica a todos os profetas que Deus já usou, tanto os do Antigo como os do Novo Testamento, pois todos devem possuir essa mesma vindicação: Deus falando por meio deles. Seria morte quem não recebesse as palavras de Paulo naqueles dias, pois ele foi um profeta segundo o padrão de Deuteronômio 18, e seria morte neste dia rejeitar as palavras de William Branham, pois seu ministério estava sob essa mesma vindicação que Deus propôs naquela Escritura.

Portanto todos os profetas enviados por Deus obedecem aos critérios de Deuteronômio 18 e também ao de Números 12, onde Deus disse que falava face a face com Moisés. Da mesma maneira, esse mesmo padrão deve se repetir com todos os demais profetas, como vimos suceder com Isaías, Elias, Paulo e também com o próprio irmão Branham. Deus falou face a face com todos eles.