O Propósito do Ministério Quíntuplo

07/01/2018

O Propósito do Ministério Quíntuplo

7 de janeiro de 2018

Francisco Morato-SP

Diógenes Dornelles

Efésios 4:11-14

E Ele mesmo deu uns para apóstolos, e outros para profetas, e outros para evangelistas, e outros para pastores e doutores, querendo o aperfeiçoamento dos santos, para a obra do ministério, para edificação do corpo de Cristo. Até que todos cheguemos à unidade da fé, e ao conhecimento do Filho de Deus, a homem perfeito, à medida da estatura completa de Cristo, para que não sejamos mais meninos inconstantes, levados em roda por todo o vento de doutrina, pelo engano dos homens que com astúcia enganam fraudulosamente.

Ministros Fielmente Ensinados

Existe um ministério quíntuplo que Deus colocou na Igreja para despertar nela a fé na Palavra de Deus e para crer em tudo que Ele disse. O irmão Branham disse que em todas as eras da igreja Deus envia um mensageiro para aquela era e, daquele mensageiro, sai ministros da Palavra que foram fielmente ensinados.

Uma Exposição das Sete Eras da Igreja, pág. 133

Em cada era temos exatamente o mesmo padrão. É por isso que a luz vem através de algum mensageiro determinado por Deus numa certa área, e em seguida a partir daquele mensageiro a luz se espalha através do ministério de outros que foram fielmente ensinados.

Então aqui podemos destacar algumas coisas que o irmão Branham disse:

1) A luz do Evangelho em cada era chega a um mensageiro de Deus para aquela era, e em uma determinada área. Lutero estava na Alemanha; Wesley estava na Inglaterra. E o irmão Branham estava na América.

2) Do mesmo mensageiro, aquela mesma luz daquele mesmo Evangelho é espalhada pelo ministério de outros.

3) Esses outros ministros são homens que foram fielmente ensinados.

Deus disse em Amós 3 que quando Ele deseja dar a conhecer os Seus planos, Ele enviará primeiro um profeta.

Amós 3:7

Certamente o Senhor Deus não fará coisa alguma, sem ter revelado o Seu segredo aos Seus servos, os profetas.

Então veja que Deus prometeu antes de fazer qualquer coisa, que Ele enviaria um profeta para o povo. Deus revelará esse Seu segredo para o profeta e depois o profeta falará o que Deus lhe ensinou a falar. Mas isso não acaba aqui. Depois o texto continua:

Rugiu o leão, quem não temerá? Falou o Senhor Deus, quem não profetizará?

O que está sendo dito aqui é que quando Deus grita ou ruge a Sua Mensagem como um leão, é impossível para o profeta não dizer o que Deus lhe disse para dizer.

O Rugir de Deus Destes Dias

Então baseado nisso entendemos que Deus nunca fará nada até que Ele primeiro revele o que Ele fará através de um profeta de Sua escolha. E então quando Deus fala com esse profeta e revela o Seu plano, é impossível que o profeta não fale para as pessoas temerem, da mesma maneira como qualquer um temeria se ouvisse o rugido de um leão.

A Maneira de Um Verdadeiro Profeta (19/01/1963) §§ 246-250 [Sem tradução]

A Bíblia disse: "Quando Deus - quando um leão rugir, quem não temerá? E quando Deus fala, como podemos evitar de profetizar?" Como podemos evitar isso? Quando Deus fala, o profeta clama a Palavra falada. E se é a Palavra de Deus, e o leão ruge, os besouros, tudo se cala, porque têm medo. O rei deles está falando. Eles tiveram senso suficiente, a audácia e honra suficiente para honrar o seu rei, quando ele fala. Assim, Deus fala pela Sua Palavra. E deixa cada criatura da Sua criação prestar atenção. Ele está falando nestes últimos dias. Ele está colocando a Sua Palavra. E cada criatura que pertence ao Seu Reino presta atenção ao que Ele está dizendo. Pára. Examina. Ele está rugindo agora, rugindo pela Sua Palavra vindicada, tornando-Se conhecido. Quando Ele rugir nestes últimos dias, vamos prestar atenção, e sabemos que há algo se preparando para acontecer, sabendo que Deus nunca faz isso sem Ele primeiro rugir. Quando Ele ruge, então algo segue a esse rugido (Sim.), porque Ele está vindo então. Ele disse: "Pode um leão rugir agora sem um motivo? Pode um jovem leão clamar da caverna, antes de ter tirado alguma coisa?" Vê? Deus tem uma razão para rugir, porque Ele sabe que o juízo está próximo.

Então vemos que Deus prometeu enviar um profeta quando Ele está se preparando para fazer algo. Mas não pára por aí. O irmão Branham disse que Deus envia a Sua Luz para um profeta vindicado para fazer eco ao que Deus disse, e depois este mesmo profeta mensageiro ensina fielmente outros ministros em sua área, que são ordenados a levar a mesma Mensagem para espalhar a luz ou essa Mensagem para outros.

E depois o irmão Branham nos adverte como identificar aqueles que são fielmente ensinados e aqueles que não foram fielmente ensinados.

Mas é claro que todos aqueles que saem nem sempre aprendem quão necessário é falar (e fazer) SOMENTE o que o mensageiro falou. (Recorde, Paulo advertiu as pessoas a dizerem somente o que ele disse, I Cor. 14:37: "Se alguém cuida ser profeta ou espiritual, reconheça que as coisas que vos escrevo são MANDAMENTOS DO SENHOR. Porventura saiu dentre vós a Palavra de Deus? Ou veio ela somente para vós?") Eles acrescentam aqui, ou tiram ali, e logo a mensagem não é mais pura, e o avivamento se extingue. Quão cuidadosos devemos ser em ouvir UMA voz, porque o Espírito tem apenas uma voz que é a voz de Deus. Paulo os admoestou a dizerem o que ele disse, (Porque Paulo tinha a Voz de Deus) assim como fez Pedro também. Ele os advertiu de que ATÉ ELE (PAULO) não podia mudar uma palavra do que tinha dado por revelação. Oh, quão importante é ouvir a voz de Deus por meio de Seus mensageiros, e então dizer o que lhes foi dado para dizer às igrejas.

Então vemos que há um padrão para todas as eras. 1) Deus envia um profeta com uma Mensagem 2) Deus levanta outros ministros que são fielmente ensinados, o que significa que eles são fiéis ao ensino, fiéis ao que foi ensinado, homens que se submeteram a esse mensageiro e à Sua Mensagem e 3) Esses homens, então, levam essa Palavra e A espalham mostrando que existe uma Voz, a Voz de Deus, embora haja um padrão que mostre que há mais de uma pessoa envolvida naquela Voz que está saindo para os outros.

Uma Mesma Voz em Todas as Eras

Porém muitos que dizem crer na Mensagem parecem não ter compreendido isso muito bem. Eles consideram que a Voz é a voz de um certo homem, um homem, mas isso não é o que a Bíblia nos diz. A Bíblia nos diz que é a Voz de Deus primeiro para um determinado homem, e este homem que pode ecoar o que Deus disse torna-se um mensageiro com uma Mensagem, a mesma Mensagem que Deus lhe deu, e então a mesma Voz (que é a Palavra de Deus) passa pelo ministério de outros que foram fielmente ensinados.

Agora, para ser ensinado com fidelidade, existem dois requisitos.

1) Deve haver alguém que seja fiel para ensinar, e 2) deve haver outros que tenham aprendido a calar-se e escutar a quem os ensina.

Há somente uma Voz de Deus para todas as eras, mas essa Voz passa pelos lábios de muitos ministros ao longo dos tempos.

A Visão de Patmos (04/12/1960) §§ 203-204 [Sem tradução]

"...O som de muitas águas". A voz de muitas águas. O que as águas representam? Se você quer marcar isso, abra em Apocalipse 17:15, e você descobrirá que a Bíblia diz: "As águas que viste são povos, e multidões, e nações, e línguas". Tudo bem. "Voz..." Que coisa horrível para uma alma à deriva no mar da vida, nenhum piloto para guiá-la, soltar, flutuar com as marés, ouvir o rugido das grandes cataratas, as quedas, que coisa horrível seria para uma alma à deriva. "Voz de muitas águas". Qual é a Sua voz? É o juízo, a voz dos ministros através do Espírito Santo, que é gritado ao povo em cada era, ali parado. A voz de muitas águas gritou, povos e multidões. A voz dessas sete estrelas em Sua mão para cada era da igreja, pregando o batismo do Espírito Santo, o batismo no Nome de Jesus, falando em línguas, o poder de Deus, a ressurreição de Cristo, a segunda vinda, o juízo Divino. A voz de muitas águas que vieram Deste que parecia o Filho do homem, muitas águas.

Observe que isto se encaixa perfeitamente com aquilo que o irmão Branham disse no livro das eras, pois a Voz de Deus sai do Filho do Homem e vai até um filho do homem, ou seja, um profeta.

Em cada era temos exatamente o mesmo padrão. É por isso que a luz vem através de algum mensageiro (um filho do homem) determinado por Deus (O Filho do Homem) numa certa área, e em seguida a partir daquele mensageiro a luz se espalha através do ministério de outros que foram fielmente ensinados.

A Revelação Não Vem Por Meio de Fitas Traduzidas

Então como foi que a luz que foi dita pelo profeta vindicado de Deus se espalhou por todo o mundo? Simplesmente pelo povo ouvindo fitas? Não, senhor, porque existem centenas de línguas no mundo, e a voz de William Branham veio falando apenas em inglês, e a maioria do mundo não fala inglês.

Agora, eu quero que você pare aqui e pense. Esse é o problema com muitas pessoas que não param para pensar sobre como Deus faz qualquer coisa. Como uma pessoa que não tem ideia do que a língua inglesa diz, entende o que o profeta nos está falando nessas fitas?

Temos muitos sermões traduzidos, mas nem por isso as pessoas obtiveram a revelação do que foi lido, e isso sem falar de algumas traduções que não conseguiram repassar fielmente o que as fitas diziam. Portanto você não pode obter a revelação da Palavra falada apenas por meio de uma tradução.

Paulo disse o seguinte sobre como entender as coisas espirituais de Deus:

1 Coríntios 2:9-11

Mas, como está escrito: As coisas que o olho não viu, e o ouvido não ouviu, e não subiram ao coração do homem (ao seu entendimento), são as que Deus preparou para os que o amam. Mas Deus no-las revelou pelo seu Espírito; porque o Espírito penetra todas as coisas, ainda as profundezas de Deus. Porque, qual dos homens sabe as coisas do homem, senão o espírito do homem, que nele está? Assim também ninguém sabe as coisas de Deus, senão o Espírito de Deus.

Observe que Paulo está nos dizendo que é preciso ter o Espírito Santo de Deus para revelar o que Deus quis dizer. Não conseguimos entender isso por conta própria, não importa o quanto o ouvimos e o quanto o vemos. É impossível, sem o Espírito Santo, termos uma compreensão das coisas de Deus. É necessário que Deus revele isso para nós. Então assim como somente um homem pode entender as coisas do homem, da mesma maneira, somente alguém que tenha o Seu Espírito pode entender o que Ele diz.

Retorno e Jubileu (22/11/1962) § 39

Antes que eu pudesse agir como humano, antes de poder andar como um humano, antes de eu poder falar como um humano, eu tenho que nascer um humano. Como um nó de uma árvore saberia como eu agi? Como ele poderia dizer: "Eu não atuo assim". A única maneira que ele pudesse ser assim seria nascer como eu. É dessa maneira que a organização está morta, e afastou as pessoas, porque seguiu após um credo. Mas para ser um filho de Deus, você deve nascer do Espírito de Deus, então você se torna semelhante a Cristo e faz as obras de Cristo; então você não é engraçado para as pessoas.

Então se cremos no que o apóstolo Paulo nos disse aqui, ninguém pode conhecer as coisas de Deus, a menos que eles nasçam do mesmo Espírito de Deus.

1 Coríntios 2:14-16

Ora, o homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus, porque lhe parecem loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente. Mas o que é espiritual discerne bem tudo, e ele de ninguém é discernido. Porque, quem conheceu a mente do Senhor, para que possa instruí-lo? Mas nós temos a mente de Cristo.

Portanto, se um homem não tem o mesmo Espírito que vive naquele que escreveu a Palavra, como é possível para ele entender a mesma Palavra? E vamos levar esse entendimento para um nível ainda maior: como alguém pode ser um bom tradutor das fitas se ele mesmo não nasceu de novo? Como alguém que não é cheio do Espírito Santo pode entender a Palavra que é dada a alguém pela inspiração do Espírito Santo? Isso não pode ser feito, e é por isso que o trabalho de tradução é tão importante e deve ser feito com muito cuidado, porque se ele não é cheio do Espírito, mas apenas de ismos humanos, então ele irá apenas adivinhar o que está sendo dito. Não é suficiente alguém conhecer o idioma inglês para traduzi-lo. É preciso estar no mesmo espírito daquele que fala nas fitas.

Elias e Eliseu (04/03/1954) § 1

Sabe, não é sempre, talvez, que eu posso entender as palavras, porém o espírito que estava nesta canção, isso você pode entender. A maneira como você pode ler um livro, ler um sermão, mas você nunca entenderá isso, a menos que você ouça a pessoa que prega aquele sermão. O Espírito vai com isso.

Então se um tradutor não tem o Espírito Santo, ele não poderá traduzir o que o profeta disse em um contexto inteligível e compreensível. E é por isso que existem tantas falsas doutrinas flutuando em torno da Mensagem. Os homens não traduziram fielmente a Mensagem que o profeta trouxe. Então não se pode fazer uma boa tradução se alguém não entender o ensino da pessoa que falou. Isso é o que significa ser fielmente ensinado.

Fielmente e Pessoalmente Ensinados

O irmão Vayle contou para o irmão Brian Kocourek o que o irmão Branham quis dizer com alguém ser fielmente ensinado. Ele disse que Deus desce através da Coluna de Fogo para um homem em uma certa área, e depois aquela luz evangélica é ensinada por aquele profeta que Deus vindica, e aquele profeta ensina outros homens e, a partir daí, as palavras são transmitidas pelos homens que foram ensinados pessoalmente por aquele profeta ou mestre fiel. Ele disse: "É por isso que ele cria que Deus não dá a revelação a um homem aqui na América e depois outro homem a recebe de forma independente na Europa e depois alguém a recebe de forma independente na África ou na América do Sul". Olhe para o padrão para todas as eras. Deus levantou Moisés e depois Josué que veio depois de Moisés, mas não independentemente de Moisés. Josué era um ministro sob a tutela de Moisés.

Josué 1:1-3

Sucedeu depois da morte de Moisés, servo do Senhor, que o Senhor falou a Josué, filho de Num, servo de Moisés, (No rei Tiago está "ministro de Moisés", pois a palavra hebraica "shârath" שׁרת, quer dizer "servo", "ministro") dizendo: Moisés, Meu servo, é morto; levanta-te, pois, agora, passa este Jordão, tu e todo este povo, à terra que Eu dou aos filhos de Israel. Todo o lugar que pisar a planta do vosso pé, vo-lo tenho dado, como Eu disse a Moisés.

Observe que a promessa foi feita a Moisés e confirmada por outro ministério, o de Josué, que seguiu os passos e foi ministro de Moisés, o que significa que ele foi ensinado por Moisés. Josué não trouxe outra lei, não agregou outros mandamentos de Deus, não escreveu novas placas de pedra, ou seja, ele não ensinou diferente de Moisés, do contrário, ninguém saberia o que realmente Deus disse por meio de Seu profeta.

Esse padrão de Deus usar alguém que esteve pessoalmente sob a tutela de alguém foi repetido também ao longo das eras da igreja, quando Irineu foi o mensageiro de Esmirna, sendo que ele esteve sob a tutela de São Policarpo, que por sua vez esteve sob a tutela do apóstolo João e este de Jesus Cristo. Esse foi o mesmo padrão que Deus vem utilizando nesse tempo do fim, exatamente da maneira como o irmão Branham ensinou.

Portanto se alguém ensinar de outra maneira o que o irmão Branham disse, você não terá nenhuma ideia de como Deus opera, e é por isso que o irmão Branham não podia seguir da maneira como os denominacionais pensam, mas como Deus lhe revelou.

Eu espero que você esteja começando a ver isto agora. Talvez você possa compreender agora porque eu não concordo com os fundamentalistas e os pentecostais. Eu tenho que me manter fiel à Palavra da maneira que o Senhor a revelou.

Se o irmão Branham disse que a Luz se espalhou através do ministério de outros que foram fielmente ensinados, como você pode ser fielmente ensinado se você não se submeteu a quem está ensinando? Tem que haver alguém que fielmente ensine e outros que tenham sido fiéis para calar-se e ouvir. E o irmão Branham nos ensinou que este é o padrão que Deus usou durante todas as eras da igreja.

Agora, quando o irmão Branham disse: "Eles devem aprender a dizer apenas o que o Mensageiro falou", ele não está nos dizendo com isso que devemos usar as mesmas palavras para fazer isso. Um tradutor vai usar as melhores palavras do seu idioma para dizer o que alguém falou, assim como um apóstolo pode dizer da maneira como um mestre diz ou da maneira como um evangelista diz, mas cada um pode ensinar claramente usando as palavras que Deus lhes dá para dizer a fim de tornar a mensagem clara para as pessoas. Portanto um ministério predestinado por Deus vai usar as melhores palavras para transmitir a Sua Mensagem.

Os Ministérios São Dons de Deus

Efésios 4:11-14

E Ele mesmo deu uns para apóstolos, e outros para profetas, e outros para evangelistas, e outros para pastores e doutores, querendo o aperfeiçoamento dos santos, para a obra do ministério, para edificação do corpo de Cristo. Até que todos cheguemos à unidade da fé, e ao conhecimento do Filho de Deus, (Fé é uma revelação, e ter o conhecimento do Filho de Deus é ter a mesma fé e revelação que o Filho de Deus tinha) a homem perfeito, à medida da estatura completa de Cristo, para que não sejamos mais meninos inconstantes, levados em roda por todo o vento de doutrina, pelo engano dos homens que com astúcia enganam fraudulosamente.

Quando Paulo disse que Deus "deu" já está afirmando com isso que os ministérios são dons de Deus, mas não exatamente que alguém tem o dom para ser mestre ou profeta ou evangelista, mas eles mesmos são dons, presentes de Deus para aperfeiçoar a Igreja. Veja também que Paulo diz que Deus nos envia o Seu ministério para rebater ao ensino fraudulento de outros. Então existem dois ministérios, sendo que um é o de Deus e o outro pertence aos homens.

A palavra "astúcia" usada por Paulo vem da palavra grega "panourgia", da qual também deriva "panourgos", que quer dizer "artimanha", "sabedoria ilusória ou falsa", "habilidade em empreender e exercer os afazeres", "hábil", "destro", "sábio", "sagaz", "astuto", "esperto", "enganoso", "traiçoeiro", "fraudulento". Então esse outro ministério é muito sagaz para conseguir adeptos e inclusive outros ministros sob a sua tutela, utilizando de várias habilidades naturais ou até mesmo de um certo carisma, só para obter a confiança dos outros. Eles são astutos nisso.

Quando vemos ministros da Mensagem de William Branham pregando uma fé e doutrina diferente um do outro, isso nos demonstra que eles não são ministros chamados por Deus, porque o verdadeiro ministério quíntuplo está ordenado por Deus para conduzir a Igreja a uma unidade sobre a Revelação de Jesus Cristo e isso nos leva a uma compreensão do papel do Filho de Deus. Mas isso só é possível porque Deus mesmo envia esse ministério para levar essa mensagem.

Romanos 10:14-17

Como, pois, invocarão aquele em quem não creram? E como crerão naquele de quem não ouviram? E como ouvirão, se não há quem pregue? E como pregarão, se não forem enviados? (Veja que para o apóstolo Paulo os que pregam seriam aqueles que Deus enviou para pregar) Como está escrito: Quão formosos os pés dos que anunciam o evangelho de paz; dos que trazem alegres novas de boas coisas. (Essa é a função do ministério: levar o Evangelho, que são as boas novas para o povo de Deus e não más novas, que é o contrário) Mas nem todos têm obedecido ao evangelho; (E como sabemos, nem todos tem sido fielmente ensinados) pois Isaías diz: Senhor, quem creu na nossa pregação? De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela Palavra de Deus.

O Ministério Quíntuplo é Predestinado e Preordenado Por Deus

O irmão Branham disse que esse ministério é predestinado por Deus e ordenado de antemão para a Igreja em todas as eras.

Diga a Este Monte (15/12/1957) § 32 [Sem tradução]

A Bíblia disse que há cinco ofícios na Igreja que são ordenados por Deus e colocados na Igreja. Cargos titulares. Primeiro são apóstolos, profetas, mestres, evangelistas, pastores. Eles são a preordenação de Deus. Por predestinação, por presciência Ele viu isso, colocou na Igreja para cada era.

Este é o padrão de Deus. Então esses cinco ofícios que Deus predestinou, Ele também os predestinou para obter um aperfeiçoamento ou amadurecimento da igreja, o que significa que o ministério quíntuplo irá equipar a igreja de forma a trazê-la a uma completa maturidade. Então esse é o resultado que Deus espera de Seu dom quíntuplo para a igreja, e é para isso que o verdadeiro ministério quíntuplo deve operar com o Corpo de Cristo.

Porém como se trata de um ministério predestinado por Deus, ninguém pode se fazer ministro. É necessário que ele seja chamado por Deus.

Jesus Cristo é o Mesmo (05/02/1961) § 12 [Sem tradução]

Ele tem cinco ofícios ministeriais. (...) Esses são dons dados por Deus que são colocados na Igreja. Eles são predestinados por Deus e colocados na Igreja. Você não pode se fazer um ministro. Deus deve chamar você para ser um ministro.

O irmão Brian disse que esse é o principal problema que temos hoje na Mensagem, porque é Deus Quem deve colocar dentro da igreja os homens que Ele chama com os ofícios do ministério quíntuplo que são ordenados para levar a Noiva até a sua maturidade. Mas as pessoas falharam nesse entendimento e assim pensaram que elas mesmas poderiam eleger pessoas para esse ofício e que isso seria satisfatório para Deus, e não é. A Bíblia diz que Deus elegeu e predestinou esses dons para a igreja e, no entanto, os homens pensam que podem entrar por um voto, e quando isso acontece, a política entrou na igreja, que é quando se tenta dar um ofício para alguém ou fazer de alguém um ministro por simples imposição de mãos, sem saber se aquele que está recebendo o ofício foi realmente chamado por Deus para tal.

Tempo de Colheita (12/12/1964) §§ 229-230

Observe o seu terceiro esquema, então, ou a sua terceira tentação. Se os outros falharam, este não irá. Vê? Ele agora oferece uma posição na igreja, como ele fez a Jesus. "Eu Te darei o mundo. Você é rei. Eu farei de Você. Tudo pertence a mim, então eu dou a Você". Quem pode tornar um homem um ministro? Quem pode dar um dom ao homem, impondo as mãos sobre ele? "Deus colocou na igreja..." Veja como eles torcem a Palavra.

O irmão Brian também disse que existem homens que possuem um espírito de liderança para fazer palestras, administrar empresas, porém não possuem o Espírito Santo, e mesmo assim, assumiram papéis de liderança sobre os rebanhos pela vontade do homem e não pela vontade de Deus.

E as pessoas pensam que porque podem votar em um homem para assumir um ofício, Deus estaria agora obrigado a equipar esse homem para o ofício que deram para ele, e não é dessa maneira que isso funciona. E é por isso que tantos ministérios acabaram na lixeira, porque seguiram a liderança e a ordenação dada por homens e não a liderança e ordenação de Deus. Acabamos de ler onde o irmão Branham disse: Você não pode se fazer um ministro. Deus deve chamar você para ser um ministro.

Se um ministro fraudulento prega falsas doutrinas ele jamais será corrigido por Deus, porque para começar Deus sequer o chamou para pregar. Ele será deixado só com suas falsas doutrinas e Deus não fará nada impedir isso, não importa o quanto o falso ministro prospere e cresça com sua fraude. O padrão de Deus não é de corrigir os falsos ministros, mas de usar os que Ele mesmo chamou e capacitou para corrigir o falso ensino dos outros. Quanto aos falsos, eles prosperarão e Deus não fará nada para mudar isso, porque desde o início estiveram por conta própria.

Portanto não importa o quanto alguém saiba se articular na frente de uma multidão ou o quanto alguém consiga organizar um grupo de homens, isso não tem nada a ver com Deus, pois a Bíblia nos dá o exemplo dos próprios apóstolos que votaram em Matias para assumir o lugar de Judas, mas Deus escolheu Paulo. Então a própria Bíblia nos mostra que votar em alguém para dar-lhe um ofício é uma coisa política de qualquer maneira. Deus estabeleceu na igreja os Seus ministros e isso não tem nada a ver com pessoas que votam em alguém para dar-lhe um ofício.

1 Coríntios 12:28

E a uns pôs ("estabeleceu", "ordenou", "colocou") Deus na igreja, primeiramente apóstolos, em segundo lugar profetas, em terceiro doutores, depois milagres, depois dons de curar, socorros, governos, variedades de línguas.

Observe que Paulo disse: "Deus estabeleceu na igreja", e isso significa "Deus fez isso", então não pode ser pelo voto dos homens. E note que ele diz: "primeiro apóstolo", mas temos algumas pessoas que pensam que primeiro foram estabelecidos mestres, e outros ainda dizem que primeiro foi estabelecido pastores, e tudo isso está totalmente incorreto.

O irmão Brian disse:

Lembro-me de alguns anos atrás que um certo amigo me disse: "A Palavra do Senhor vem ao irmão Vayle, porque ele é um mestre, e depois vai aos ministros". E eu falei ao irmão: "Não é o que a Bíblia diz. A Bíblia diz: 'a Palavra do Senhor vem ao profeta' e, a partir daí, ela sai por aqueles que foram fielmente ensinados."

Os ministros de Deus são chamados desde o seu nascimento, porém a maioria dos que ocupam esses ofícios hoje não são colocados nesses ofícios por Deus desde o seu nascimento, mas são colocados nesses ofícios por serem votados pelo povo, e isso é muito evidente porque eles não pregam uma mensagem equilibrada como um homem verdadeiramente chamado por Deus faria. Eles tiram aqui e eles acrescentam ali, e assim as pessoas deixam de chegar à maturidade dando um mal testemunho.

O Falso Ismo do "Só as Fitas"

Agora, esta próxima citação é para o grupo do "só as fitas", que são aqueles que acreditam que podem chegar a essa maturidade por conta própria. Porém o profeta de Deus disse exatamente o contrário.

Sedentos Por Vida (04/03/1960) § 52

As pessoas dizem: "Eu posso ficar em casa, e ser tão bom quanto eu posso na igreja". Você não pode. A Bíblia disse: "Não desistamos de nos reunir, e muito mais, como vemos que a hora se aproxima". Se você é um cristão, você deseja ir onde os outros cristãos estão e ter companheirismo com outros cristãos. Então você não pode ficar longe da igreja e viver a mesma vida. Você não pode fazer isso, porque é como se fosse: "Eu estou com fome, mas nunca irei a uma mesa. Eu simplesmente... Eu nunca vou comer. Eu simplesmente não irei". Vê? Você tem que ir e se alimentar da Palavra de Deus, e ter comunhão uns com os outros. (São duas coisas que o irmão Branham disse que você precisa fazer: se alimentar da Palavra e congregar, e isso tem que ser feito ao mesmo tempo e no mesmo lugar) Nós precisamos uns dos outros mais agora do que jamais precisamos. Quando você se distancia do resto deles tornando-se um pouco diferente, você não quer associar-se a eles porque eles creem nisso e não quer se associar com isso, você está entrando em terreno perigoso, bem a, então, ao manter-se longe da igreja. Encontre uma da sua escolha e fique ali e seja um irmão cristão para todos eles. É assim que tem que ser um verdadeiro cristão. Então temos companheirismo, proteção; as pessoas te amam e oram por você.

E nós vimos que as pessoas se afastam da igreja e começam a escolher aqui e depois escolher ali, e, em breve, eles vão de uma igreja para outra e acham culpa em todos, em todos os lugares. Isso é uma coisa muito destrutiva a fazer e o profeta disse que não se deve fazer isso.

Identificação (16/02/1964) § 3

Se você não tem uma igreja, você verá que você morrerá espiritualmente. Você simplesmente irá diminuir. Se você não tem uma igreja, por que você não sai e conversa com eles? Eles ficariam felizes em ajudá-lo. Eles são irmãos em Cristo. E eles ficarão felizes em ajudá-lo. Não é isso mesmo, irmãos? Sim, muito felizes em ajudá-lo e ajudar você, fazer o que puder por você. Homens bons e fiéis, alguém que vigiará por sua alma e cuidará de você. Faça isso.

Mas eles vão fazer isso? Não. E por que eles não farão isso? Porque eles não querem que alguém cuide de sua alma. Eles querem que as fitas cuidem de sua alma. Eles pensam que serão aperfeiçoados apenas ouvindo as fitas, quando isso é contrário à Palavra de Deus. O irmão Branham disse que um crente somente pode ser aperfeiçoado ouvindo ao ministério quíntuplo.

O ismo do "só as fitas", rejeitam os ministérios, principalmente os de ensino, porque alegam que já tem o Espírito Santo para lhe ensinar. Deus envia para a Igreja homens com esse ministério a fim de ensinar os Seus filhos, ainda que alguém diga que não precisa de ninguém para lhe ensinar.

Israel no Egito (25/03/1953) § 104

Bem, eles dizem: "Eu não preciso de ninguém para me ensinar. Glória a Deus, eu tenho o Espírito Santo". Bem, então o Espírito Santo estava errado quando Ele disse que estabelece alguns na igreja mestres. Deus os colocou na igreja como mestres. Isso encerra. Por que Ele colocaria os mestres lá se o Espírito Santo irá dar todo o ensino? Hã? Tudo bem. Vê? O que as pessoas precisam é de seus cérebros batizados, além de sua água. Isso mesmo. Tudo bem.

O ofício de um ministro não é inferior ao de um tradutor, portanto a mesma fé que alguém possui para aceitar as palavras que um intérprete dá para a sua tradução de um sermão do irmão Branham, deveria ser a mesma confiança que ele daria para o que o ministro fosse falar do que o profeta ensinou em suas mensagens.

O irmão Brian disse: "Eu não entendo como que homens podem dizer 'ouça as fitas e somente as fitas' e alegar que o dever do ministério quíntuplo é de apenas reproduzir fitas". Não é dessa maneira que o ministério quíntuplo aperfeiçoa biblicamente a Igreja, deixando de pregar para sentar e ouvir com a igreja uma tradução, quando ele mesmo poderia fazer isso e ainda mais, que é explicar e usar ainda outras fitas como ilustração.

O Caminho Provido Por Deus Para a Cura (19/07/1954) § 3 [Sem tradução]

Os dons e a vocação são sem arrependimento. Essas coisas são dadas primeiramente por Deus. Os ofícios são colocados na igreja por Deus. E, na minha opinião, muitos hoje tem cometido um erro. Quando dizemos: "Agora, vou examinar e buscar a Deus para tornar-me isto e aquilo". Você não pode fazer isso. Vê? Você é o que é pela graça, não é nada que você possa fazer dentro de você. Deus dá. Deus estabeleceu os apóstolos, mestres, profetas da igreja. É isso mesmo? DEUS ESTABELECEU NA IGREJA PARA O APERFEIÇOAMENTO.

Deus é Quem Aperfeiçoa a Igreja

Na verdade não é nenhum dos que possuem um ofício do ministério quíntuplo que aperfeiçoa a igreja, mas é Deus por meio deles, pois como disse o irmão Branham, o dom ministerial é como outro qualquer, onde aquele que o tem precisa sair do caminho para que Deus por meio daquele dom possa atuar.

Olhando Para Jesus (22/01/1964) § 177 [Sem tradução]

Muitas pessoas têm a impressão errada acerca de um dom. Um dom não é algo que Deus dá a você para sair e dizer: "Aqui, eu irei até aqui e pegar isso, e levarei isso e farei isto". Isso não são dons. Muitas pessoas pensam assim, mas estão erroneamente impressionadas. Um dom de Deus é apenas para saber como sair do caminho para que Deus possa usar você, isso é tudo que um dom é. Vê? Enquanto você estiver em si mesmo... Jesus não disse "O Filho pode fazer..." São João 5:19, "Em verdade, em verdade, Eu vos digo que o Filho não pode fazer nada em si mesmo".

Então se o dom é a atuação de Deus, porque quem o detinha saiu do caminho para que Deus Se manifestasse, negar a uma atuação legítima do ministério quíntuplo é negar ao próprio Deus que os usa, pois quando você vê um verdadeiro dom de Deus em operação, é porque o vaso a quem Deus deu o dom morreu para si mesmo, e acabou de ceder ao Espírito Santo para que Deus Se expressasse. Da mesma maneira, todos os livros e cartas da Bíblia foram escritos assim, por homens que saíram de cena para que Deus pudesse falar por meio do dom que estava neles, pois um ministro preordenado não fala o que quer, mas o que Deus quer falar.

O Caminho Provido Por Deus (06/02/1964) § 127 [Sem tradução]

O que é um dom de qualquer maneira? Não tomar alguma coisa e usar alguma coisa, e dizer: "Eu tenho um dom de cura. Vou sair e curar este, curar aquele". Se eu pudesse, eu certamente faria isso. Agora, mas um dom... Você interpreta mal um dom. Um dom é simplesmente sair do caminho e deixar O Espírito Santo usar você. Vê? Isso é um dom. Isso é o que um ministro é. Ele não prega o que ele quer pregar. Ele apenas se mostra fora do caminho. Isso é um dom. Uma inspiração vem e ele fala através da inspiração do Espírito Santo. Qualquer outro dom é da mesma maneira. Agora, dons ministeriais, e assim por diante, tem sido. Primeiramente existe os primeiros dons de Deus que são os apóstolos, profetas, mestres, pastores e evangelistas. Assim são os ofícios. Esses são os nossos dons.

Agora, quando é o homem falando, seu esforço sempre será de tentar agradar a todos, mas quando um ministro deixa o seu dom falar, ele agradará a poucos, e aqueles que não se agradarem, tentarão inutilmente se consolar pensando que não é Deus falando por ele.

Portanto qualquer um que pensa em substituir a qualquer desses ministérios por apenas ouvir fitas, jamais alcançará aperfeiçoamento algum, pois estará na verdade buscando um substituto para aquilo que a Palavra de Deus diz, ou antes, tentará mudar as palavras de Paulo e de William Branham.

Então, qualquer um que deseja ensinar uma falsa doutrina de que você deve apenas ouvir fitas para ser aperfeiçoado, deveria tomar muito cuidado porque ele não conseguiria sustentar isso nem mesmo com as próprias fitas que eles mandam você ouvir, pois elas mesmas dizem a você que é para ouvir a um ministro da Palavra. Qualquer ensino contrário a isso é anticristo. William Branham disse: "Diga o que as fitas dizem", e as fitas dizem: "Ouça ao ministério quíntuplo para que você possa ser aperfeiçoado, pois Deus os colocou na Igreja para isso".

Mas se mesmo assim há pessoas que dizem que não precisam de um ministério quíntuplo para alcançar a perfeição, então eles estão negando o caminho provido por Deus, e não estão dizendo o que Ele disse e nem o que o irmão Branham disse, porque existem inúmeras citações do irmão Branham dizendo a mesma coisa: "O ministério quíntuplo foi colocado na igreja pelo próprio Deus para o aperfeiçoamento da igreja".

Como então alguém pode pretender ser aperfeiçoado sem os meios pelos quais Deus estabeleceu na igreja para que os santos sejam aperfeiçoados?

Então veja que um grupo que diga que você só precisa ouvir fitas e sugere a você se isolar para ouvir apenas elas é apenas mais um outro ismo ou grupo organizado da Mensagem com uma outra falsa doutrina, pois quando há um esforço de um grupo para eliminar ou tentar minimizar o verdadeiro papel do ministério quíntuplo, eles estão pregando falsas doutrinas. E essa doutrina é contrária a Deus e à Sua Palavra.

Fiel Abraão (15/04/1959) § 9 [Sem tradução]

Agora, há cinco ofícios da igreja: missionários ou apóstolos (ambos os mesmos), profetas, mestres, pastores e evangelistas. Deus coloca esses na igreja e todos eles são para edificar a igreja.

Veja então que Deus não só nos dá a Sua Palavra, mas pensando na dificuldade que as pessoas podem ter para entendê-La, Ele nos dá cinco dons para esmiuçar essa Palavra e simplificá-La para a Igreja, a fim de edificar a sua fé, e como já vimos, será Deus mesmo operando através deles.

A Prova Infalível da Ressurreição (14/01/1957) § 101 [Sem tradução]

Assim como qualquer ministro que vem à plataforma, ele tem o seu assunto em mente, ele se entrega ao Espírito Santo, e o Espírito prega através dele. Esse é um pastor, mestre ou evangelista. Um apóstolo opera da mesma maneira.

Aqui o irmão Branham fala que Deus inspira ministros com um assunto ou mensagem para pregar. Enquanto houver uma Noiva sobre esta terra, haverá um ministério quíntuplo, e da mesma maneira, Deus também continuará lhes inspirando em suas devidas áreas sobre o que deve ser pregado.

Um outro propósito de Deus colocar esses cinco dons na igreja é porque Deus dirige e administra a Sua igreja por meio deles, e é também por meio do ministério que Ele corrige algum espírito errado que possa estar nas pessoas.

A Era da Igreja de Esmirna (06/12/1960) § 19 [Sem tradução]

Deus nunca pretendeu que a Igreja fosse dirigida pelo homem. Deus dirige a Sua Igreja, e Ele dirige através dos dons do Espírito. Os dons do Espírito estão na Igreja para corrigir o espírito. Ele tem cinco ofícios ministeriais em Sua Igreja.

Então é isso que se pode esperar de um verdadeiro ministério quíntuplo, que é fazer com que a Palavra seja tão clara que você receba a Mensagem e creia Nela. Agora, se alguém está sentado em uma igreja onde isso não está acontecendo, então essa pessoa pode estar se sentando em uma igreja onde não há um verdadeiro ministério quíntuplo ordenado por Deus para estar ali. Não é nosso assunto apontar quem é e quem não é. Nós devemos apenas apontar Cristo e Sua Palavra para as pessoas e torná-La tão simples quanto possível, para que elas não tenham nenhuma desculpa para dizer que não entenderam.

Como disse o irmão Branham, os ministros não são chamados ou ordenados pela igreja, ou seja, por outros homens, mas por Deus e colocados na Igreja por Ele somente.

Profeta Como Moisés (20/11/1959) § 40 [Sem tradução]

[Espaço em branco na fita - Ed.] ...Não são chamados pela igreja, ou assim por diante, eles são escolhidos por Deus. Apóstolos, em segundo lugar profetas, em terceiro lugar (eu não posso ter estes alinhados exatamente certo), em terceiro eu acho que são mestres e evangelistas e pastores. Cinco ofícios espirituais na igreja para estabelecer a igreja em ordem. Apóstolos, profetas, mestres, evangelistas, pastores. Esses são ofícios chamados por Deus.

A Responsabilidade de Um Ministro

O irmão Branham disse que Deus incumbiu ao pastor, por exemplo, da responsabilidade de cuidar das ovelhas e zelar por suas almas. As fitas não podem fazer isso. Não é papel delas, então o papel do ministério quíntuplo não pode ser substituído.

Necessário Vos é Nascer de Novo (31/12/1961) § 28

Portanto, é obrigação nossa como pastores, ver que este rebanho esteja alimentado e alimentado corretamente, porque o Deus Todo Poderoso requererá seu sangue de nossas mãos. No dia do juízo nós responderemos por você. (Todos os ministros terão que responder pelos seus ensinos, sejam eles falsos ou verdadeiros) Então, vendo esta grande e tremenda responsabilidade que é colocada sobre nós, e Deus tem nos dado pessoas que nos amam e que vem para nos ouvir, então nós deveríamos passar nosso tempo constantemente zelando por suas almas. E quando a primeira coisinha que víssemos surgir que não fosse correta, é nossa obrigação vir àquela pessoa, porque nós somos pastores cuidando daquela ovelha. E se eu vejo aquela ovelha comendo a erva daninha que irá matá-la, é melhor que eu a coloque longe daquela erva; lance a erva para longe dela, de tal forma que ela não chegue a ela porque ela irá matar a ovelha.

Não são as fitas que respondem pelas ovelhas. São os pastores. Porém um pastor não pode responder pela ovelha de outro rebanho. Ele deve responder somente pelo seu próprio, ou pelo menos por aqueles que se deixam ser pastoreados por ele.

Um pastor não deve agir como uma espécie de guru para monitorar a vida de ninguém, mas ele está obrigado, pelo seu ofício, a estar sempre disponível a ajudar as suas ovelhas em qualquer coisa que elas sintam necessidade, seja para tirar dúvidas sobre a Palavra ou para receber conselhos sobre determinada área da sua vida, porque como disse o irmão Branham, uma grande responsabilidade recai sobre ele. Porém às vezes alguns têm receio de pedir conselhos, porque talvez já sabem qual seria a resposta que o seu pastor lhe daria, e que não lhe seria conveniente, e então se privam de procurá-lo, mesmo sabendo que ele é responsável pela sua vida. Neste caso, eles não aceitaram ser plenamente pastoreados, mas pelo contrário, tornaram-se pastores de si mesmos.

Então veja que a ovelha deve sempre que possível perguntar ao seu pastor para tirar qualquer dúvida sobre alguma coisa. Isso não seria de forma alguma uma interferência do seu pastor em sua vida pessoal, pois é obrigação dele. Existem pessoas que tomam decisões erradas para sua vida matrimonial, pessoal, profissional, etc, e às vezes só comunicam ao pastor sobre o que já decidiu fazer, sem ter buscado antes por um aconselhamento. Um ministro não pode dar conselhos para aqueles que não lhe pedem, pois alguém que não tivesse fé suficiente para crer que sobre o seu pastor recai uma responsabilidade sobre a sua vida, também não teria fé suficiente para aceitar um conselho qualquer que lhe fosse dado. Como disse o irmão Branham, o ministro está aqui para corrigir os espíritos, mas ele precisa primeiro encontrar no outro um desejo de ser corrigido, porque ninguém que pensa ou deseja estar certo naquilo que está fazendo sente a necessidade de correção.

Então o ministério ordenado por Deus está aqui apenas para ajudar o povo de Deus em seu crescimento, mas se não existisse tal povo, não haveria mais a necessidade de enviá-los. Porém o ministério quíntuplo estará aqui enquanto a Noiva estiver aqui, pois é Nela que Deus estabelece tais ofícios.

A Doutrina de Cristo Nº. 22 (12/10/2011) § 41 - Brian Kocourek

O irmão Branham disse: "Se não houvesse um povo, Moisés não teria uma mensagem". Assim, cada um é necessário. Se Deus dá a um pastor a capacidade de expressar a Sua Palavra e manifestar a Sua Vida, que bem isso faria se não houvesse congregação para ouvi-lo, reconhecê-lo, e agir sobre isso? Então os dons que Ele deu à Igreja deixariam de ser de qualquer benefício para alguém, e eles poderiam muito bem deixar de serem usados.

Nós precisamos das fitas, mas também é extremamente necessário um ministro para tornar as fitas compreensíveis, pois Deus por predestinação lhes preparou e os enviou para isso, para aperfeiçoar os filhos de Deus, para fazer com que eles cheguem à uma unidade de fé. Os falsos ministros fazem o inverso. Esses deixam a igreja em desordem e fazem as próprias fitas se contradizerem, não produzindo unidade de fé nenhuma, mas como Irineu que pregou contra as heresias do seu tempo, assim tem feito os ministros de Deus em todas as eras.

P.S.: Esse estudo que preparamos baseia-se nos sermões de nº 53 e 54 da série "Fé", pregados pelo irmão Brian Kocourek, onde também agregamos os nossos próprios comentários para a melhor compreensão desse tema.