Selando o Nosso Destino Eterno

06/01/2018

Selando o Nosso Destino Eterno

6 de janeiro de 2018

Jundiaí-SP

Diógenes Dornelles

1 Coríntios 3:10-13

Segundo a graça de Deus que me foi dada, pus eu, como sábio arquiteto, o fundamento, e outro edifica sobre ele; mas veja cada um como edifica sobre ele. Porque ninguém pode pôr outro fundamento além do que já está posto, o qual é Jesus Cristo. E, se alguém sobre este fundamento formar um edifício de ouro, prata, pedras preciosas, madeira, feno, palha, a obra de cada um se manifestará; na verdade o dia a declarará, porque pelo fogo será descoberta; e o fogo provará qual seja a obra de cada um.

Se a igreja está edificada sobre um fundamento, como disse Paulo, e este fundamento é Jesus Cristo, então a fé sobre a qual a igreja deve estar edificada é sobre a revelação de Jesus Cristo, e se alguém abandona essa fé, seria não somente rejeitar a uma revelação, mas desprezar e abandonar o próprio Cristo.

A palavra "fundamento" que o apóstolo Paulo usou aqui vem do grego "themelios"que quer dizer "assentado como fundamento", "bases", "princípios básicos" ou ainda "instituição ou sistema de verdades". Então o que Paulo fez foi justamente isso: ele estabeleceu para a igreja gentílica uma série de sistemas de verdades e princípios básicos nos quais ela deveria se fundamentar e nortear. Paulo pregou uma série de temas tais como a predestinação, soberania de Deus, justificação pela fé, sobre a Divindade, a relação entre Deus e o Seu Filho, tratou também sobre a adoção de filhos, o batismo e o Selo do Espírito Santo, os dons espirituais, a semente da serpente, casamento e divórcio, enfim; porém nada disso que ele ensinou era algo que ele havia concebido em suas elucubrações e estudos pessoais, mas pelo contrário, tudo isso era uma revelação de Deus que foi dada ao Seu apóstolo. E a segurança que Paulo tinha no seu chamado e ministério era tanta, que ele nunca precisou consultar nenhum dos outros apóstolos de Jesus para saber se aquilo que ele estava ensinando estava correto ou não, porque ele confiava naquilo que Deus lhe havia revelado.

Mas veja que Paulo resumiu todos aqueles ensinos e princípios básicos sobre os quais a Igreja estava sendo fundamentada com o nome "Jesus Cristo", porque tudo o que ele ensinou era na verdade uma fé revelada, a qual era a revelação de Jesus Cristo.

Porém veja que Paulo disse que nenhum outro fundamento ou revelação deveria ser posta no lugar desta, porque se for uma revelação diferente de Jesus Cristo, esse fundamento ou revelação seria falso, ou seria um outro Cristo; mas como disse Paulo em outra ocasião, "há um só Senhor e uma só fé". Então trocar esse fundamento por outro seria o mesmo que apostatar dessa fé. Porém como a fé é uma revelação, então para que alguém pudesse substituí-la por outra, esse indivíduo na verdade não poderia ter recebido uma revelação. Muito provavelmente a fé que alguém possuísse seria uma fé intelectual, a qual não é suficiente para que alguém possa se firmar, pois somente uma fé revelada é que mantêm o crente em sua posição sobre o mesmo fundamento no qual a Igreja está fundamentada.

O irmão Branham disse que o novo nascimento é a revelação de Jesus Cristo, portanto ninguém que nasceu de novo, ou seja, que recebeu a revelação de Jesus pode, poderia voltar a morrer, a menos que tal revelação recebida não passasse de uma concepção intelectual da Palavra apenas.

A Rocha da Revelação

Nós vimos em nosso último estudo Davi falando a respeito da Rocha da sua salvação que era Deus, e o irmão Branham nos explicou que essa rocha de Davi era a verdade revelada, uma Palavra revelada para o seu dia, e é isso que nos dá também hoje o novo nascimento, que é a revelação de Jesus Cristo para este dia. Portanto toda a igreja está fundamentada sobre a rocha da revelação que é fé a de Jesus Cristo.

O Arrebatamento (04/12/1965) § 66

Não se pode ter uma revelação sem que seja fé. Fé é uma revelação, porque é algo que lhe é revelado. Fé é uma revelação. Fé é algo que lhe foi revelado, como foi a Abraão, que podia chamar qualquer coisa contrária ao que lhe havia sido revelado, como se não fosse assim. Agora, fé, é isso que é fé, é a revelação de Deus. A Igreja está edificada sobre uma revelação, o Corpo inteiro, todo.

Então se a igreja está edificada sobre uma fé que é uma revelação de Deus, essa revelação tem que ser também o Seu fundamento. E o apóstolo Paulo disse que só existe um único fundamento no qual a Igreja está assentada, que é Cristo, a fundação original da Igreja.

A Verdade Espiritual Revelada

Agora, qual é a revelação acerca de Jesus Cristo pela qual a Igreja deve estar fundamentada? Nós precisamos saber, a fim de que nenhuma outra revelação por mais inspirada que seja, ocupe o seu legítimo lugar, se tal inspiração não for a verdadeira. Nós sabemos que a igreja está fundamentada em uma única doutrina que é a apostólica, a qual nos fornece uma verdade espiritual. Nenhuma outra revelação por mais inspirada que seja, deve ocupar o legítimo lugar desta verdade, e o irmão Branham vai nos dizer qual é.

Fazendo Um Caminho (04/03/1953) § 93 [Sem tradução]

Deus fez um meio de escape, e você terá que vir nos termos de Deus, e isso é por meio de Cristo Jesus, nosso Senhor. Nenhum outro fundamento é posto, a não ser o que já foi posto. Nem - ninguém para edificar sobre qualquer outro fundamento, como restolhos e lama; as inundações arrastarão isso para longe e grande será a ruína. Mas Jesus disse: "Sobre esta pedra edificarei a Minha Igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra Ela". Sobre o que é que Ele edificou? Sobre a verdade espiritual revelada de que Ele é o Filho de Deus. (Veja que é sobre esta fé revelada, sobre esse fundamento, que toda a Igreja deve estar edificada e nenhum outro fundamento deve ser posto no lugar deste: de que Jesus Cristo é o Filho de Deus) "Que homem dizem que Eu, o Filho do homem sou?". "Alguns dizem: Elias, e alguns dizem Moisés, e alguns dizem que é João Batista, e assim por diante". "Mas vós, quem dizeis que Eu sou?". Sem hesitar, sem tomar um segundo... Ouça pecador, é dessa maneira que você recebe isso. Ele havia estado com Ele, ele sabia o que Ele era. E então, antes que ele pudesse sequer pensar uma segunda vez, o Espírito Santo Se apossou dele e ele disse: "Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo". Disse: "Tu... Bendito és tu, Simão - Simão Barjonas, pois a carne e o sangue não te revelaram isto. Você nunca aprendeu isto pela teologia de alguém, nunca vêm de um seminário com isso, mas Meu Pai que está no céu revelou para você. (Então o que Pedro recebeu foi uma fé revelada na qual toda a Igreja está fundamentada) Sobre esta pedra (Sobre esta revelação de que Jesus é o Filho de Deus) edificarei a Minha igreja; e as portas do inferno não prevalecerão contra Ela".

As portas do inferno podem inspirar a todos os ministros e teólogos que elas quiserem, mas nenhuma de suas inspirações, sejam elas trinitárias ou unicistas, poderão remover esse fundamento sobre o qual a verdadeira Igreja está edificada, que é Jesus Cristo, o Filho de Deus.

Jeová Jiré (09/02/1961) § 50 [Sem tradução]

Bem, Deus levantará todos os tipos de coisas, se a igreja simplesmente ficar em condições de recebê-las, mas Ele nunca irá edificar a Sua fundação sobre algo que o homem estabeleceu. "Pois não há nenhum outro fundamento que possa ser colocado além do que está posto, Cristo Jesus, o Filho de Deus", e a revelação de que Ele edificaria Sua igreja sobre Cristo Jesus. Sim senhor.

Jesus Cristo é o Mesmo Ontem, Hoje e Eternamente (26/04/1956) § 20 [Sem tradução]

Agora, eu creio que todo o ensino da Bíblia, ou cada igreja e cada revelação (Ouça.), tudo deve ser edificado sobre esta Palavra. Se alguém ensina alguma coisa contrária à Palavra, eu não acreditaria. Vê, vê? Esta Bíblia é o fundamento de Deus e não há nenhum outro fundamento que possa ser colocado, a não ser o que já está posto, Cristo Jesus.

Fundamentos Abandonados

Mas o irmão Branham disse que a fundação original tem sido abandonada por muitas igrejas, pois elas têm abandonado os fundamentos dos apóstolos, os quais Paulo disse que nunca deveriam ser substituídos. As igrejas têm substituído os fundamentos originais por um companheirismo denominacional. Isso faz com que um membro de igreja seja identificado com qualquer coisa, menos com Cristo.

O Caminho de Volta (23/11/1962) § 23

Eu me pergunto por que homens e mulheres tentam denominar as pessoas em um companheirismo de - de denominação, em vez de trazê-los de volta ao fundamento original. Deus sabe disso, mas é a maneira mais popular. "Eu pertenço ao fulano de tal. Eu sou o Dr. Fulano de tal de certa organização. Eu sou de Purdue. Eu - eu tenho uma bolsa de estudos de assim e assim. Eu tenho o meu Ph.D., o meu LL.D." Isso não significa nada para Deus, nada.

O que os cristãos necessitam é de Cristo de volta e ao verdadeiro conhecimento da Bíblia, voltando para a fundação original, mas cada vez mais as igrejas estão menos interessadas em ouvir a Palavra de Deus. Ao invés disso, só o que eles querem é que hoje o pastor seja um bom contador de piadas e que a pregação satisfaça aos seus ouvidos. A verdade é que Cristo tem se afastado desses lugares, e o que se precisa hoje é de Cristo de volta às reuniões, mas para isso é preciso voltar para a fundação original.

Não Temais (07/06/1963) §§ 145-146 [Sem tradução]

E, hoje, a maioria das pessoas não quer um homem que fique de pé e diga a Verdade sobre isso. Eles querem algum pequeno Ricky com um corte de cabelo de Hollywood, e perfume por toda parte, e que venha até aqui e fale sobre alguma teologia que ele aprendeu em algum cemitério ou - ou seminário. Perdão. É tudo a mesma coisa, o lar de cadáveres, então nós - encontramos isso por toda parte. Eles querem algo assim. Eles não querem mais o evangelho à moda antiga entregue no poder e demonstração do Espírito Santo. Há algo errado. Precisamos de uma reunião de testemunho, uma grande coisa para acontecer. Precisamos de uma reunião de oração. Precisamos de um cavoucar, clamar. É verdade. Precisamos de Cristo de volta ao nosso meio, conhecer a Bíblia. Somos simplesmente mais flexíveis e mais soltos, o tempo todo. Precisamos voltar para a fundação original, voltar para o lugar, para a rocha da qual fomos cortados, e começar de novo.

Voltar à fundação original significa receber e dar testemunho do ensino correto da Palavra, a qual muitos têm se afastado, e isso tem ocorrido em todas as eras.

Um Outro Éfeso na Era de Laodicéia

Mas o irmão Branham disse que foi prometido nos últimos dias dar à igreja remanescente o mesmo espírito pentecostal dos cristãos primitivos com a restauração da Palavra original. Portanto o que fez a Noiva do tempo do fim voltar à doutrina apostólica, foi de a mensagem que veio a ser pregada para ela nessa última era ter sido a mesma mensagem pregada na primeira era. Alfa se torna Ômega e agora Ômega se torna Alfa outra vez. A mensagem desta última era tem que ser a mesma da primeira era, o que significa que em Laodicéia, a Noiva voltaria a ser efesiana, e assim a Igreja do tempo do fim voltaria ao seu fundamento original.

Um Paradoxo (17/01/1965) §§ 90, 143

E nos foi prometido outro, outro Efésios. Está previsto aqui na Escritura, portanto eu creio que estamos vivendo em Éfeso novamente. (...) E quanto mais Ele prometeu, quanto mais está deixando na Bíblia, até esta mesma era em que estamos vivendo, os Efésios novamente, das eras da igreja. Temos sete eras da igreja, e nos foi prometido que na Era da Igreja de Laodicéia haveria outro Éfeso. Isso mesmo. E estamos aqui. Eu creio, com todo meu coração, que Jesus Cristo fez a promessa.

Dizer que estamos vivendo em um outro Éfeso significa que estamos sendo sustentados pelo mesmo alimento que sustentou os cristãos primitivos. E isso nos torna colunas do Evangelho no tempo do fim, pois para o irmão Branham "coluna" tem a ver com a fundação apostólica em que todos estão firmados.

A Era da Igreja de Filadélfia (10/12/1960) § 265 [Sem tradução]

"Ao que vencer, farei uma coluna no templo do Meu Deus..." "Coluna". Uma coluna ou uma "fundação". Fundação no templo da Casa, ou da Casa de Deus. "O templo do Meu Deus", ou "a 'Casa' do Meu Deus". É uma coluna, a fundação. Estes são os que tomaram a Palavra que ouviram (no versículo 8), e voltaram ao fundamento.

O Desprezo Pelo Ensino

Portanto todos os que voltaram para os mesmos fundamentos apostólicos são colunas na casa de Deus. Porém só é possível chegar a esses fundamentos através do ministério de ensinamento. E o que fez a igreja ao longo das eras se afastarem desses fundamentos, foi justamente desprezarem o ensino da Palavra. E embora a Igreja deste dia tenha alcançado a mesma revelação apostólica da Palavra, Satanás tenta convencer os santos a desprezarem este ensino, pois foi exatamente dessa maneira que a igreja caiu no passado e se organizou. E vemos nesses dias este ciclo se repetindo outra vez muito sutilmente. Muitos não estão realmente interessados em serem ensinados, a fim de compreender tudo o que o mensageiro pregou. Certa vez o irmão Branham disse para o irmão Lee Vayle que assim como estavam desprezando o seu ministério de cura, da mesma maneira o ministério de ensino de Lee Vayle também seria desprezado.

Então o que o espírito do anticristo está tentando fazer é afastar os filhos de Deus da revelação da fundação original da Igreja que nos foi restaurada neste dia.

Uma Exposição das Sete Eras da Igreja, pág. 151

Como se pode distinguir os espíritos? Simplesmente dêem-lhes o teste da Palavra. Se eles não falam essa Palavra, eles são do maligno. Assim como o maligno enganou as duas primeiras noivas, (Refere-se à Eva, e a igreja efesiana quando aceitou a organização) ele tentará enganar a noiva deste último dia, procurando fazê-la se hibridizar através de credos, ou simplesmente desviando-se da Palavra para qualquer sinal que a satisfaça. (O irmão Branham está nos dizendo que foi isso que afastou a igreja primitiva dos seus fundamentos, e é exatamente isso que Satanás está tentando convencer a Noiva deste dia a fazer, porque ele sabe que é por meio do ensino da Palavra que suas mentiras são desmascaradas. O seu interesse é que o ensino seja substituído por alguma sensação ou sinal) Mas Deus nunca colocou os sinais à frente da Palavra. Os sinais seguem a Palavra, como quando Elias disse à mulher para coser um bolo para ele primeiro, de acordo com a Palavra do Senhor. Quando ela fez conforme a Palavra dissera, o sinal apropriado veio. Venham para a Palavra primeiro e depois observem o milagre.

O fundamento está na Palavra, na revelação de Jesus Cristo, e no poder restaurador que há em Seu Sangue, pois foi com o Seu Sangue que tudo que pertence à Igreja foi resgatado. Se alguém começar sem este fundamento, todo o seu começo estará errado.

Companheirismo Pela Redenção (03/04/1955) §§ 139-145 [Sem tradução]

Agora, amigos, é somente um caminho de volta. Eu vi muitos deles que podiam dançar no Espírito, que podiam falar em línguas, e podiam correr por todo o edifício, e tudo mais; e ainda assim sem comunhão, tão miseráveis quanto poderiam ser, porque edificaram sobre o fundamento errado. Isso mesmo. Nós temos que começar com a coisa certa, a coisa principal, primeiro. Se você não fizer isso, todo o seu começo está errado. Você tem que voltar à fundação.

É por isso que no nosso culto de virada de ano nós lemos as palavras do irmão Branham que nos aconselhava a começarmos o ano novo firmados naquela Palavra que é a fundação original da Igreja.

Shalom (19/01/1964) § 190

Pois, assim o ano novo é determinado por Deus, apenas se determine a ficar em Sua Palavra. Ande por onde a Palavra diz para andar.

Shalom (12/01/1964) §§ 237-238 [Sem tradução]

Então, para o ano novo, esteja determinado a permanecer com a Sua Palavra e o que foi prometido.

Temos que voltar a confiar em Cristo para todos os nossos problemas. Qualquer coisa que estiver errado conosco, basta pararmos e ver onde o erro começou e voltar aos fundamentos e começar tudo de novo da forma correta e Cristo nos abençoará.

Companheirismo Pela Redenção (03/04/1955) § 202 [Sem tradução]

Deixe esta pequena unidade nesta manhã, aqui no Tabernáculo Branham, proposto em seu coração: "Nós estamos voltando. Nós estamos voltando para o fundamento. Deus, crie em mim um tipo certo de espírito. Crie em mim um amor, uma paz que ultrapasse todo o entendimento e, ó Deus poderoso, a partir daí, edifica-me então. Quando eu ver algo errado, permita-me voltar ao fundamento e começar de novo". Quebre as tábuas e volte atrás novamente. Isso tem que ser construído direito, porque, somente... Porque, não importa o quão alto você constrói isso, será uma queda mais pesada quando você cair. Amém.

Selando o Nosso Destino Eterno

Então o que nós tentamos fazer a cada ministração é justamente tratar dessa fundação original de Cristo para a Igreja. Por isso que é extremamente importante entender e aceitar o que estamos mostrando. Ninguém sai do culto de uma igreja da mesma maneira que entrou. Ou ele sai pior ou melhor, e isso dependerá de como ele recebeu a Palavra que foi ministrada. O irmão Branham disse que a maneira como lidamos com a Palavra pode selar o nosso destino eterno. De qualquer maneira Deus nos envia a Sua Palavra e Ela com certeza alcançará o objetivo para o qual foi enviada, seja para abençoar ou amaldiçoar.

A Ressurreição de Lázaro (13/08/1950) § 12 [Sem tradução]

Nosso Pai celestial, agora nos reunimos esta tarde para um propósito: falar de Ti e amar-Te. E todos nós Te amamos. E nós viemos frente a isso hoje, sabendo que hoje pode ser o - alguém pode selar o seu destino eterno desde o culto de hoje, com a atitude em relação à Palavra. Nós percebemos que ninguém pode entrar no culto e retornar e ser a mesma pessoa. Nós saímos... Se rejeitarmos, saímos pior do que nós éramos quando entramos. E se aceitarmos, saímos melhor do que nós estávamos; porque a Palavra não retornará nula; Ela conseguirá o que foi proposto.

Deus disse em Isaías que a Sua Palavra nunca retorna vazia.

Isaías 55:11

Assim será a Minha Palavra, que sair da Minha boca; ela não voltará para Mim vazia, antes fará o que Me apraz, e prosperará naquilo para que A enviei.

Portanto nossa atitude referente à Sua Palavra que nos foi enviada vai determinar o nosso destino.

As Sete Eras da Igreja (12/05/1954) § 34 [Sem tradução]

Deus, tire toda loucura. Torna-nos sinceros, sabendo que devemos responder ao julgamento de Deus algum dia. E a nossa atitude em relação a Ele e a Sua Palavra agora, vai determinar o nosso destino eterno.

O irmão Branham disse que ao mesmo tempo em que a trombeta de Deus soar para levar os filhos de Deus ressuscitados, ela também irá denunciar o destino eterno daqueles que permaneceram por terem rejeitado o único fundamento em que os filhos de Deus deveriam ter se firmado.

Deus tem dado para a igreja deste dia a revelação de Jesus Cristo e a rejeição a essa revelação selará o destino eterno do mundo. Na verdade o mundo já está selado, mas o Senhor apenas aguarda o momento em que soará a trombeta para arrebatar a Sua Igreja e anunciar o destino eterno do mundo que rejeitou a Sua Palavra.

As Sete Eras da Igreja (12/05/1954) § 142 [Sem tradução]

"Trombeta" é um "anúncio". Gabriel, na vinda do Senhor, soará a trombeta de Deus. Esta foi a trombeta de Deus soprando. Em outras palavras, Ele está Se preparando para anunciar o destino eterno do mundo. Uma trombeta, o que é isso? "Prepare-se. Eu vou lhe dar a revelação de Jesus Cristo, para dar à Igreja. Eu falarei a você, qual será o destino do mundo, para quem receber e quem rejeitar".

O Selo de Deus se encontra na Sua Palavra, enquanto que o Selo do anticristo está em qualquer coisa que atue como anti-Palavra. Portanto a aceitação ou rejeição da Palavra para o dia sela o homem para o seu destino eterno. O Selo de Deus te torna livre de todo o igrejismo, enquanto que o Selo de Satanás torna o homem escravo de um sistema.

O Selo de Deus (14/05/1954) §§138-140

E esse é o Evangelho, o jubileu, no qual você está livre do pecado. Você está livre de todos estes hábitos imundos e coisas que o mundo tem produzido aqui em nome da religião, tanto sob os protestantes como católicos, sob a marca da besta. Isso mesmo. Você está livre. Você não tem que ser. Mas então se aquele homem recusava receber aquilo, então aquele homem era levado de lá até o pilar do altar da igreja, e tinha uma marca colocada nele, faziam um furo em sua orelha. E ele era um servo daquele senhor enquanto vivesse. E se você se recusa a aceitar a Luz do Evangelho quando Ele é pregado no Poder do Espírito Santo, pela Bíblia, você pode selar-se a si mesmo ao seu destino eterno. Amém.

Os eleitos de Deus são selados para o seu destino eterno no momento em que aceitam a Luz da Palavra revelada para o seu dia.

O Selo de Cristo (12/03/1955) § 29 [Sem tradução]

Deus selando, terminando a Sua obra... O Espírito Santo, Deus, antes da fundação do mundo, nos predestinou a sermos filhos e filhas de Deus, terminou o programa, estabeleceu a coisa toda em ordem, dá um chamado, então Ele bateu em seu coração. [O irmão Branham bate - Ed.] Você atendeu e veio até Ele. Enviou o pregador, pregou o Evangelho, concede a você o entendimento. Você O aceita como seu Salvador pessoal, subiu e disse: "Senhor, agora me coloco à Seu serviço". E o Espírito Santo da promessa desceu e terminou a obra. Então Ele selou você até o dia da sua redenção, selado no Reino de Deus. Está tudo acabado; a porta está fechada, e você está dentro de Cristo. O Espírito Santo selou você lá dentro, e você seguiu para o seu destino eterno. Amém. Estrangeiros para o mundo, peregrinos e estranhos, confessando que você não conhece nada ou não se importa com o mundo. Você tem uma alternativa: que é o seu destino conhecer o Senhor Jesus em paz. Amém. Isso certamente é a verdade.

Portanto desde que conhecemos a verdade, Cristo tem nos sustentado, e por isso podemos descansar sabendo que nosso destino eterno está seguro em Suas mãos.

A Direção do Espírito Santo (07/08/1955) § 59 [Sem tradução]

O Senhor Jesus nos alimentou com toda a comida com que já nos alimentamos. Ele nos dá a respiração que respiramos. E Ele é o Único que segura o nosso destino eterno em Sua mão.

Pela Palavra de Deus sendo cumprida em nossos dias, temos uma percepção do quão próximos estamos do fim, e o que nos deixa seguros é saber que o nosso destino eterno repousa sobre a Palavra de Deus.

A Infalível Palavra de Deus (06/04/1956) § 9 [Sem tradução]

Há uma ocasião em que nós precisamos pegar o projeto para descobrir o quão longe na estrada estamos, o quão perto o edifício está sendo concluído. (A Palavra de Deus nos mostra que tudo está chegando ao seu fim) E eu, por mim mesmo sei, juntamente com muitos e todos os crentes aqui, que nós descansamos o nosso destino eterno solenemente sobre a Palavra de Deus. Isso é tudo. E qualquer coisa fora daquilo, eu não diria que não acredito nisso; eu diria isto: "Eu não entendo isso". Isso deve vir pela Palavra.

O que o irmão Branham está nos dizendo é que você deve se afastar de qualquer coisa que nos seja apresentado e que não esteja na Bíblia.

Jeová Jiré 1 (02/04/1964) § 191

Se isso não estivesse escrito na Palavra para esta era, eu me afastaria disso. Qualquer coisa que não estiver nessa Palavra, eu não creio nisso. Agora, eu não aceitaria. Eu não digo que eu não acreditaria, mas eu não aceitaria. (O irmão Branham disse que até poderia crer, por fazer muito sentido, mas se isso não estivesse de acordo com a Palavra, ele não poderia aceitar mesmo assim) Eu não entendo isso. Mas quando está nesta Palavra, e uma promessa para esta era, eu entendo.

Vida Escondida em Cristo (10/11/1955) § 9 [sem tradução]

Eu sou um fundamentalista. Tudo deve vir da Escritura. Eu não diria que eu não creria, mas eu não entenderia isso corretamente, se não viesse da Escritura. E se em qualquer momento, durante o tempo da - da parte fenomenal dos cultos de cura, se qualquer pessoa, qualquer que seja a que você pertença, a que igreja, se você alguma vez viu qualquer coisa que seja questionada, e que é - eu - que fazemos aqui, e isso não estiver na Escritura, bem, então venha até a mim, porque eu certamente quero permanecer neste Livro. Porque este é o Fundamento. E toda a Escritura e todas as operações do Espírito Santo devem vir da Bíblia, então eu creio nisso. Agora, Ele poderia fazer algo que não estivesse na Bíblia. Isso ainda seria Deus. Mas eu compreenderei melhor se vier direto da Bíblia. Eu de certo modo gosto assim, porque eu sei que está certo então.

Então se alguém descansa o seu destino eterno em uma doutrina híbrida e manufaturada ele não está em um lugar seguro. E quando saímos fora do fundamento original da Palavra, a Presença do Senhor não nos é mais sentida e nem pode haver qualquer crescimento espiritual. E este é um problema que ocorre em todas as igrejas.

Plantando a Vinha e Onde Plantá-la (20/09/1959) §§ 53-24

Veja como Davi expressou isso: "Este homem é bem-aventurado." Ele será plantado, não apenas estabelecido. Sabe, eu gosto de ver qualquer coisa plantada. Agora, Israel não foi plantado no Egito, eles foram apenas estabelecidos. Não era sua terra natal original. E um homem que é um cristão, que descansa o seu destino eterno sobre algum credo denominacional, não está em seu lugar correto. Ele nasceu para ser livre e para ser um filho de Deus, para adorar a Deus. Mas ele está sob um credo; (o que o torna escravo de homens e de um sistema) ele não pode produzir seus frutos. No entanto, algo dentro dele está ansioso para fazê-lo. Ele será como uma árvore plantada junto a ribeiros de água. Ribeiros, plural; água, singular; muitos rios entrando em um canal. (Agora o irmão Branham irá explicar isso) Em outras palavras: ele será como um homem nas Escrituras que crê em toda a Palavra de Deus, onde o poder e os nove dons espirituais podem fluir através de um Deus do seu interior. As pessoas não creem em gritar. A coisa é que eles não têm alegria espiritual, de modo que a alegria das águas da Vida possa fluir em seu interior. Este é todo o problema com o Tabernáculo Branham. Porque a incredulidade e os cuidados do mundo têm subjugado as pessoas a ponto de elas não poderem produzir crescimento espiritual. Este é o problema com a nossa nação. Este é o problema com nossas igrejas. Eles não têm regozijo, e a alegria do Senhor se foi, como foi escrito uma vez nas Escrituras, a palavra hebraica "Icabode", que significa: "A presença do Senhor se foi." Isso está sobre nossas igrejas, porque saímos fora da fundação original, e nos colocamos em credos e denominações, e permitimos as coisas do mundo sugarem nossa experiência com Deus.

Nossa Experiência Pessoal Com Deus

E a única maneira de garantirmos nossa experiência com Deus é de nos manter sintonizados com a Sua Palavra e saber separar os nossos sentimentos da nossa fé. O diabo quer fazer nós crermos que perdemos nossa experiência com Deus.

A Hora Está Próxima (15/04/1951) § 21 [Sem tradução]

Isso é o que o diabo tenta fazer o tempo todo - queimar você em algo, tornar você mais doente quando você recebeu oração, fazer você pensar que perdeu a sua experiência com Deus. Ele está mentindo para você. Chega o momento em que você deve permanecer na Palavra de Deus. Ficar só. Mas quando chegar esse momento, fique aí. Deve haver um momento em que você precisa se separar entre os seus sentimentos e sua fé.

Isso porque embora a fé gera uma certeza, ela não é algo que envolva a emoção e a sensação, mas apenas a confiança. Saber que você está em Cristo e que Ele te guarda. Porém essa experiência deve ser constante, e não somente em algum evento esporádico ocorrido no passado.

O Ministério de Cristo (07/06/1953) § 47 [Sem tradução]

Não é o que fizemos há trinta anos, mas o que fazemos hoje. Qual é essa experiência com Deus hoje? Contaminação... você diz: "Bem, há vinte anos atrás eu tive uma experiência maravilhosa". E agora? "Bem, eu acreditei Nele há muito tempo". Mas e agora?

Não há nenhum problema de sentirmos emoções porque isso faz parte, mas o emocionalismo jamais deve substituir uma experiência real com Deus e Sua Palavra, e é exatamente isso que espíritos religiosos e sedutores tem feito com muitos cristãos.

Espíritos Sedutores (24/07/1955) § 86

Eu creio e acho que qualquer homem que tem uma experiência com Deus, ou mulher, tem a tendência de se emocionar um pouco. Eu simplesmente creio nisso. Isso mesmo. Mas sabe de uma coisa? Adotaram o emocionalismo em lugar do batismo do Espírito Santo. Apenas fazem muito barulho, e não há nada nisso. Viva tão santo quanto você vive sendo barulhento, então você estará bem. Certamente que está bem ter emoções; "o exercício corporal para pouco aproveita." Porém espíritos sedutores entraram no grupo do povo da santidade, e eles os fizeram ficar descansados "porque podem gritar" ou "porque podem dançar, porque podem fazer emoção."

Então um extremo é o sensacionalismo substituindo a Palavra, e o outro extremo é ter um conhecimento intelectual da Palavra em substituição a uma experiência pessoal com Deus. Uma experiência pessoal com Deus te dará um entendimento muito além do intelectivo, que é limitado e inoperante se Deus não estiver vivificando esse conhecimento com o Seu Espírito e poder. Somente com o poder vivificador ou o Espírito Santo testificando pessoalmente para nós é que teremos a revelação de Cristo vivendo em nós, e a Vida de Cristo em nós vai muito mais além do que qualquer sinal que possa ser presenciado ou sentido.

O Poder do Diabo (05/10/1955) § 8 [Sem tradução]

Jesus disse: "A menos que um homem nasça de novo, ele não pode entender o Reino dos céus". Não há maneira de entender isso até que você nasça de novo, e então Deus Se revela a você, e então você sabe que passou da morte para a Vida, porque ninguém pode chamar Jesus de Cristo, a não ser pelo Espírito Santo. Vê? A única maneira de saber que Jesus é o Cristo é quando o Espírito Santo testifica pessoalmente para você que Ele é o Senhor Jesus ressuscitado. Não importa o que Ele faria, que tipo de sinais, que tipo de milagres, você nunca saberá até a sua experiência pessoal com Deus.

Uma Falsa Inspiração da Palavra

Portanto um dos erros mais frequentes é de alguém substituir esse fundamento ou revelação por algum tipo de inspiração. Muitos pregam baseado em uma inspiração, tomam decisões e fazem escolhas baseadas em algum tipo de inspiração, porém se essa inspiração não se enquadrar com a Palavra ela é falsa, porque toda a inspiração para ser genuína e correta tem que concordar com a Palavra de Deus.

Demonologia - Estado Religioso (09/06/1953) § 29

Eu não tenho muita instrução, mas tudo o que sei recebo através de inspiração. E se essa inspiração não concorda com a Bíblia, então está errada. Está vendo? Tem que ser a Bíblia. Não importa que inspiração seja, tem que vir... Aqui está o fundamento de Deus. Nenhum outro fundamento foi colocado a não ser Este. E o que Isto é, se o que eu disser estiver contrário a Isto, que as minhas palavras sejam mentira, porque Isto é a Verdade. Está vendo? Está vendo? E se um anjo lhe disser algo que seja diferente Disto, Paulo disse: "Que seja anátema," mesmo um anjo de Luz.

Então como o fundamento da igreja está baseado na doutrina apostólica, o cuidado que todo o crente deve ter é de procurar se assegurar de que a sua doutrina ou inspiração esteja baseada somente no Assim Diz o Senhor, pois Deus não irá reconhecer nenhum outro fundamento ou doutrina que seja diferente daquilo que Ele já nos declarou.

A Serpente de Bronze (21/11/1953) § 4 [Sem tradução]

Eu quero começar isto sobre a Palavra de Deus, pois afinal de contas, Este é o único fundamento sobre o qual alguém pode edificar corretamente. Deus nunca irá reconhecer qualquer fundamento a não ser esta Palavra. "Porque nenhum outro fundamento pode ser colocado além do que já está posto". É isso...? E esta é a Palavra de Deus no princípio, se qualquer outra coisa for dita, se isso não se compara com esta Palavra, então não é de Deus, eu não pensaria; porque a Bíblia diz: "Aquele que tira ou acrescenta, o mesmo deve ser retirado, sua parte, do Livro da Vida". Então nós queremos ter a certeza de que nós guardamos nossa doutrina sempre sobre o ASSIM DIZ O SENHOR. E se em algum momento qualquer pessoa descobrir algo em minha reunião que não esteja baseado na Palavra de Deus, você deve isso a mim como um irmão ou uma irmã, de me informar sobre isso. Venha até a mim, escreva-me, de alguma forma me avise; eu certamente quero isso.

Cada Um Deve Ter a Sua Própria Experiência Com Deus

Então cada um deve ter a sua própria experiência, e não basear-se na experiência de algum outro - seja de seus pais ou de seu conjugue - ou mesmo de sensações que obtemos, mas de algo realmente palpável e que seja uma vindicação bíblica, pois a Palavra de Deus deve ser a nossa única base e fundamento.

Debate Sobre Línguas (07/08/1960) § 2 [Sem tradução]

A Escritura é absolutamente a nossa base. Não podemos basear nossa salvação em sensações, em experiências de outros, ou em nossa própria experiência (ou em nossas próprias sensações). Tem que ser na Palavra de Deus (vê?), porque essa é a... essa é a verdadeira marca.

Todos os profetas enviados por Deus tinham que ter uma experiência com Deus e com Sua Palavra, como Moisés teve que estar face a face com Deus. Porém essa é uma experiência que cada filho de Deus também necessita ter, pois ninguém pode desejar chamar-se de cristão, que quer dizer "semelhante a Cristo", sem ter alguma experiência pessoal com Ele, pois será essa experiência que irá selar o seu destino eterno.

Hoje Esta Escritura Está Cumprida (19/02/1965) §§ 90-91

Moisés, sabe, era um homem chamado por Deus, um profeta. E enquanto ele estava sendo chamado, sendo um profeta, ele teve que ter uma experiência sobrenatural. Para ser um profeta, ele teve que encontrar Deus face a face e conversar com Ele. E outra coisa, o que ele disse tinha que acontecer, ou ninguém teria acreditado nele. Portanto, ninguém tem o direito de se chamar assim até que ele tenha falado face a face com Deus, na parte de trás de um deserto em algum lugar, onde ele conhecesse o próprio Deus. E todos os ateus do mundo não poderiam explicar longe isso dele; ele estava lá, ele sabia que isso aconteceu. Todo cristão deve ter essa experiência antes de dizer qualquer coisa sobre ser cristão. Sua própria experiência!